Foto: Flávia Azevedo – Umuarama News

O promotor de justiça Dr. Fábio Nakanishi acatou a representação dos vereadores Jones Vivi (PTC), Mateus Barretos (PPS) e Deybson Bitencourt (PDT) protocolada no dia 20 de junho deste ano que visa apurar a denúncia veiculada pelo Site Umuarama News, sobre a existência de  um servidor comissionado nomeado pelo prefeito Celso Pozzobom, de  receber seus vencimentos sem estar trabalhando devidamente onde foi designado. 

Fantasma

Para embasar a representação os vereadores tinham em mãos, uma vasta documentação comprovando que o servidor não exercia suas funções na Secretaria Municipal da Fazenda como chefe de divisão de postura.

De acordo com os documentos apresentados, o servidor vinha recebendo seu salário normalmente nos meses de Fevereiro e Março de 2017, sem estar trabalhando. Durante a captação de documentos para instruir a representação, os vereadores não encontraram registro de ponto que pudesse comprovar a presença do servidor na secretaria. 

Ministério Público

O Ministério Público acata uma representação e instaura um procedimento para apurar qualquer denúncia, quando existe uma grande quantidade de indícios materializados através de documentos que sustente a mesma. Caso contrário, o MP encaminha a representação para o seu arquivamento definitivo.

(Informações Jornal Metropolitano)

Notícias relacionadas:

Vereadores denunciam ao Ministério Público caso de funcionário fantasma na Prefeitura de Umuarama (vídeo)

Prefeito de Umuarama poderá responder por improbidade administrativa, caso denúncia de funcionário fantasma seja confirmada

Compartilhe: