Labrador preto de 10 anos sofreu eutanásia após adeus oficial e emocionante de combatentes navais.

Veterano de guerra Jeff Young carrega Cena, cachorro de 10 anos em sua cerimônia de despedida (Foto: Joel Bissell/Muskegon Chronicle via AP)

Centenas de combatentes, ex-colegas e civis dos Estados Unidos se juntaram para dizer adeus a Cena, um labrador preto com 10 anos que serviu em três missões no Afeganistão ao lado de fuzileiros navais. A despedida ocorreu antes de ele sofrer uma eutanásia em Michigan, já que chegou a um estágio avançado de câncer nos ossos.

Cena serviu como fuzileiro naval até a sua aposentadoria em 2014. A cerimônia antes de sua morte foi organizada pelo seu dono, Jeff Young, que foi acompanhado pelo cachorro durante seu período de combate no Afeganistão em 2009 e 2010 e, depois, o adotou oficialmente. Cena o ajudou após o período de guerra e depois virou um ajudante para o transtorno de estresse pós-traumático.

Young chora ao levar caixão de Cena após eutanásia em cerimônia em Michigan (Foto: Joel Bissell/Muskegon Chronicle via AP)

“Toda a minha vida adulta estive com Cena”, disse Young. “Quando tinha 19 anos, no exterior, aprendendo a ser responsável, eu estava com Cena. Agora tenho 27 anos e preciso dizer adeus a uma das maiores partes da minha vida”.

Young contou que os dois atravessaram um rio no Talibã enquanto escapavam de uma forte troca de tiros. Ele disse que Cena o ajudou a se aquecer durante algumas noites no deserto e foi sua companhia quando perdeu sete amigos e combatentes em três semanas.

Cachorro foi diagnosticado com câncer terminal nos ossos (Foto: Joel Bissell/Muskegon Chronicle via AP)

A cerimônia de despedida contou com a presença de integrantes da Liga de Combatentes da Marinha dos Estados Unidos, da Polícia do Estado de Michigan, do escritório de investigação do condado de Muskegon, da Polícia Municipal de Muskegon, do Departamento de Bombeiros de Muskegon e de várias outras autoridades, incluindo outro cão oficial, o Rex.

“Qualquer cachorro que tenha servido fora do país merece exatamente o que fiz por Cena, ou até mais”, defendeu Young.

Fonte: G1

Cena foi três vezes em missão ao Afeganistão (Foto: Joel Bissell/Muskegon Chronicle via AP)

Compartilhe: