Em razão da recente paralisação do setor de transportes devido ao movimento realizado pelos caminhoneiros contra a política de preços do governo federal para o setor de combustíveis, a distribuição do botijão de gás de cozinha foi extremamente prejudicada em todo o país. Em algumas regiões, a previsão é que a distribuição seja normalizada até o próximo dia 15.

De acordo com acompanhamento do Procon Municipal, em Umuarama, por conta da falta do produto, tem variado entre R$ 65,00 e R$ 80,00 o preço do botijão de gás de 13 quilos – que é composto pelos custos do gás liquefeito de petróleo (GLP), impostos, margem de lucro da distribuição e da revenda.

O secretário municipal de Proteção e Defesa do Consumidor, Aparício Calderaro Júnior, ressalta que “o valor do botijão de gás não é controlado, mas sim acompanhado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP)”. Assim, quando se trata do GLP (popularmente conhecido como gás de cozinha), “é importante o consumidor saber que tem o poder de escolha para pesquisar e negociar o melhor custo-benefício, de acordo com as suas necessidades”, orienta o diretor do Procon.

Calderaro Júnior reforça que “o consumidor deve levar em consideração o preço, mas também o tempo de entrega e o atendimento/ serviço antes de se decidir pela compra”, completou.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.