O deputado estadual Ratinho Júnior (PSD) disse ter orgulho de sua participação no governo Beto Richa (PSDB) como secretário de Desenvolvimento Urbano, mas não se considera parte do grupo político do ex-governador. Em sua participação na série de entrevistas do Paraná Portal com os candidatos ao governo do estado, Ratinho Júnior disse não ver contradição em apresentar-se como novidade, propondo ruptura política, depois de passar os últimos anos dentro do governo.

“Tive a honra de ser secretário e fui para cumprir uma missão como paranaense. Entregamos o maior número de obras da história da secretaria e nenhuma foi investigada pelo Tribunal de Contas ou Ministério Público. Se eu quisesse fazer parte deste grupo, eu teria aceitado ser vice do governador, lá atrás, o que eu não aceitei, justamente porque quis manter minha independência”, disse.

Ele afirmou, no entanto, que seu discurso de ruptura não significa caça às bruxas. “O fato de propor uma ruptura com o modelo político não é ser contra o grupo A ou grupo B. É acabar com a maneira de se fazer política no Brasil, que já faliu. As pessoas não acreditam mais, e cabe á minha geração propor uma nova metodologia. Cortar em 50% das secretarias (temos secretaria para atender ex-vereador), cortar as mordomias como chácara para governador, ilha para governador, avião alugado, aposentadoria especial. A população não quer mais ver dinheiro público sendo usado para mordomias.

Ratinho Júnior disse que quer transformar o Paraná no estado mais moderno do país, e citou a incorporação da tecnologia em todas as suas propostas para saúde, educação, segurança pública, agropecuária e geração de empregos.

Na entrevista, o candidato também se posicionou acerca do ajuste fiscal implementado pelo governo Richa, que elevou impostos e retirou recursos do fundo de previdência dos servidores, dizendo ter sido uma medida necessária para impedir uma crise ainda mais grave e comentou os incidentes de 29 de abril de 2015, dizendo que não pode ser responsabilizado por uma ação que não tinha nenhuma relação com a pasta que administrava.

(Paraná Portal)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.