Um homem foi preso na tarde desta segunda-feira (1º), suspeito do crime de importunação sexual no transporte coletiva, no terminal de ônibus da Cidade Industrial de Curitiba (CIC). A vítima era uma jovem de 18 anos, e a denúncia foi feita pelo telefone 153.

O homem, de 37 anos, foi encaminhado pela equipe da Guarda Municipal (GM) para a Central de Flagrantes da Polícia Civil, onde segue preso, aguardando a decisão judicial.

Mais rigor

Há uma semana, a conduta de importunação sexual virou crime, com pena de até cinco anos de prisão, após sanção de lei federal pelo presidente em exercício, dias Tofolli. Até então, quando a GM era acionada para casos como esse, o suspeito era encaminhado à delegacia, mas assinava o termo circunstanciado e era liberado pela autoridade policial.

Atualização

O guarda Marco Ferreira, que participou da prisão, conversou com a reportagem da Rede Massa e explicou que esse foi o primeiro preso após a sanção da lei. “O cidadão foi detido por populares dentro de um ônibus, no terminal do CIC… O motorista teria fechado a porta e não deixou que ele saísse. Ele [suspeito] assumiu que havia cometido o delito, que antes era tratado como violência ao pudor, e o encaminhamos após a vítima decidir pela representação”, disse.

Com a mudança da lei, de acordo com o guarda, o homem sofrerá uma punição mais dura e não tem direito de pagar fiança para ser liberado. “Antes provavelmente seria uma punição mais branda, assinaria um termo circunstanciado e provavelmente seria liberado. Agora será uma pena mais dura, está preso e não pode pagar fiança”.

(Massa News)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.