O câncer de mama e o câncer de próstata não acometem apenas homens e mulheres, mas também animais. Com o objetivo de esclarecer e conscientizar sobre o assunto, o curso de Medicina Veterinária da Universidade Paranaense – Unipar promoveu um ‘mutirão’ que uniu dois projetos: Outubro Rosa e Novembro Azul para cães e gatos. A organização ficou por conta da acadêmica Pollyana Linhares Sala e da professora Ana Maria Quessada.

O evento atraiu dezenas de donos e seus mascotes. Realizado às margens do Lago Aratimbó, numa manhã e tarde de domingo, contou com a participação de mais de vinte acadêmicos da graduação de Medicina Veterinária e do mestrado e doutorado em Ciência animal, professores e funcionários do HV.

Pollyana, que cursa doutorado na Unipar, conta que teve a iniciativa de organizar a ação ao perceber a grande demanda de pets atendidos no Hospital Veterinário da Unipar com essa doença. Os índices vêm aumentando e, segundo ela, a maior incidência é o de mama. Todos os animais levados ao evento passaram por atendimento especial (foram 107 pets), que incluiu apalpação das mamas, nas fêmeas, e dos órgãos reprodutores dos machos para verificar possíveis alterações. Além disso, os acadêmicos orientaram aos tutores dos cães e gatos sobre como realizar tais procedimentos, como medida de prevenção.

Suspeitas e adoção

A grande ação do curso de Medicina Veterinária registrou alguns casos suspeitos de câncer. Os donos foram aconselhados a levar os bichinhos para consulta no HV.

Quem levou, ganhou desconto no valor da consulta. A ação também contou com a feira de adoção de filhotes da SAAU (Sociedade de Amparo aos Animais de Umuarama) e com palestras aos tutores. Ministradas pelos acadêmicos, foram abordados temas como contraceptivos, infecção uterina que ocorre em cadelas e gatas não castradas, câncer de mama e de próstata e gravidez psicológica. Houve também distribuição de brindes.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.