As mortes e o incêndio na Vila Corbélia, na Cidade Industrial de Curitiba, estão sendo alvos de mandados de busca e apreensão do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da Corregedoria da Polícia Militar do Paraná, na  manhã desta sexta-feira (18). Ao todo, são dez mandados de busca e apreensão em Curitiba, Campo Largo, Guaratuba e Piraquara. Uma fonte ligada à Banda B garantiu que há mandados em residências de policiais militares.

O procurador de Justiça e coordenador estadual do Gaeco, Leonir Batisti, explicou que as investigações seguem em sigilo. “O objetivo foi obter elementos que sirvam para linha investigação naqueles episódios na Vila Corbélia que, como se sabem, começou com a morte de um policial militar, na sequência há duas outras mortes, uma tentativa de homicídio contra um motorista de aplicativo, e também um fato relevantíssimo que é o incêndio nas casas naquela vila. Qualquer outra informação pode prejudicar na sequência”, detalhou o coordenador, em entrevista à Banda B.

Oito mandados foram expedidos pela 1ª Vara do Tribunal do Júri de Curitiba (a pedido do Gaeco) e dois pela Vara da Auditoria Militar (a pedido da Corregedoria da PM).  Todos os mandados são de busca e apreensão, nesse primeiro momento. “Não houve prisões, houve cumprimento de mandado de busca e apreensão, dez no total. Conforme já foi dito, está verificando essa sequência de fatos para, então, se apurar em definitivo qual a participação de quem. São pessoas que estão sendo investigadas por eventual participação nos eventos e qual o nível de participação é justamente o objeto da investigação”, disse Batisti.

As mortes aconteceram nos dias 6 e 7 de dezembro de 2018 na Vila Corbélia, na Cidade Industrial de Curitiba. Na ocasião, um policial militar e dois moradores da Vila foram mortos. Além disso, houve um incêndio que consumiu centenas de moradias. A Polícia Militar investiga o possível envolvimento de policiais em transgressões de natureza militar.

(Fonte: Banda B)

Notícias relacionadas:

Pânico na CIC: Mais de 300 casas destruídas em incêndio na região em que PM foi morto

Mortes na Vila Corbélia após crime contra PM podem ser uma queima de arquivo, diz delegado

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.