Por gastos indevidos com diárias para o exterior entre 2006 e 2008, que somaram, aproximadamente, R$ 35 mil, a justiça decretou a indisponibilidade de bens de um ex-prefeito de Moreira Sales (gestão 2005-2008), Centro Ocidental paranaense. A liminar atende ação civil pública para ressarcimento de danos ao erário apresentada pelo Ministério Público do Paraná, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Goioerê, responsável pela comarca, e foi proferida na quarta-feira, 16 de janeiro.

Na ação, o MPPR aponta gastos irregulares praticados pelo então gestor público com 14 diárias recebidas por viagens à Europa. Como já está prescrita a questão da improbidade administrativa, a Promotoria ingressou com a ação, buscando que assim, ao menos, o prejuízo aos cofres públicos seja revertido. O valor de R$ 35.086,69 foi atualizado em setembro de 2017, ou seja, no mérito do processo, a Promotoria espera que a soma seja ajustada a valores atuais.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.