O anifiteatro Ademar Uliana, no parque Dario Pimenta Nóbrega, recebeu nesta quinta (14) o Seminário de Ovinocultura de Corte, dentro da programação oficial da 45ª Expo Umuarama/18ª Internacional. O ciclo de palestras foi desenvolvido no período da tarde.

A região começa a despertar para um promissor mercado. “Eventos como esse buscam a organização dos produtores através da capacitação técnica”, explica o engenheiro agrônomo José Jaime de Lima.

Em uma das palestras, Gisele Petinelle da Silva Cordeiro fez uma explanação sobre a atuação da Associação dos Ovinocultores dos Municípios de Entre Rios (Ovinorios).

O zootecnista Rodrigo César Rossi (Emater) apresentou a pré-proposta do projeto Cordeiro Paraná e os consultores Guilherme Batista dos Santos e Renata Negri, da Nutritec, uma série de recomendações para incrementar a lucratividade na ovinocultura.

O professor Antonio Campanha Martinez, da UEM, abordou estratégias para a produção no noroeste paranaense.

A organização gradual, de modo cooperativo, tende a ampliar a produção e a qualidade da carne para atender a demanda dos frigoríficos regionais, interessados em contar com um fluxo regular de suprimento de carne ovina.

Na região de Umuarama, 21 produtores cadastrados se dedicam à atividade atualmente.

No encerramento houve degustação de carne de cordeiro.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.