A 3ª Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, realizada na quarta-feira, 5, no salão social da Associação dos Servidores Municipais de Umuarama (Assemu), com o tema “Os desafios de envelhecer no século XXI e o papel das políticas públicas”, abriu a programação do Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa.

Uma série de ações promovidas pela Secretaria de Assistência Social, em conjunto com o Conselho Municipal dos Direitos do Idoso e demais parceiros, será desenvolvida até o final de junho, com rodas de conversa, mesas redondas e palestras.

A conferência se estendeu durante todo o dia com a presença de lideranças, representantes de entidades ligadas ao atendimento e defesa dos direitos dos idosos e representantes do setor público, entre eles o presidente do Conselho Estadual dos Direitos do Idoso, Jorge Nei Neves, e da secretária da Assistência Social do município, Izamara Amado de Moura.

Nesta sexta-feira, 7, a partir das 14h, os agentes comunitários de saúde (ACS) do município serão reunidos para uma roda de conversa sobre as atribuições de cada um no sistema de proteção social e fortalecimento de vínculos da pessoa idosa com a família e a sociedade. O encontro conduzido pela equipe do CREAS na sede do Centro de Referência Especializado em Assistência Social, na esquina das ruas Pinguim com Anhumai, próximo ao Colégio Estadual Vereador José Balan. No local também funciona o Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM).

PALESTRA

Na próxima terça-feira, 11, às 14h, acontece palestra sobre os desafios do processo de envelhecimento, com a psicóloga Patrícia Fabí Oliveira Santos Tridico no teatro do Centro Cultural Vera Schubert, para todos os servidores e colaboradores da rede de atendimento do sistema de garantia de direitos da pessoa idosa.

“O objetivo dessas ações é levar tanto nossas equipes quanto a comunidade em geral a refletir sobre os direitos dos idosos, a qualidade de vida, proteção e também a atenção que eles necessitam e merecem. Precisamos entender e aceitar que um dia todos seremos idosos, pois esse é um estágio natural e importante da vida. Eles merecem todo nosso respeito e carinho e a experiência de vida deve ser valorizada”, reforçou a secretária Izamara Moura.

Na próxima semana acontecem ainda rodas de conversa com reflexões sobre a violência contra a pessoa idosa, mesa-redonda abordando políticas públicas de atendimento e combate à violência contra o idoso, discussões sobre as atribuições de cada política no sistema de proteção social e palestra de sensibilização para o engajamento da sociedade no combate à violência ao idoso. “Juntos somos mais forte em defesa dos nossos idosos”, completa a chefe de Divisão da Proteção Social Especial, Sandra Prates.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.