A Delegacia de Quatro Barras, na região metropolitana de Curitiba, começou a investigar a explosão contra o Banco do Brasil da região central da cidade, crime ocorrido na madrugada desta segunda-feira (8). Para a Polícia Civil, a quadrilha envolvida é de fora do Paraná e tentou uma ação parecida contra a mesma agência no mês passado.

De acordo com o delegado Luiz Carlos de Oliveira, um dos integrantes da quadrilha já foi identificado e é um assaltante de alta periculosidade. “É um ladrão bastante perigoso, oriundo do Rio Grande do Sul”, comentou.

Como os suspeitos se dirigiram diretamente ao cofre, a suspeita da polícia ficou mais forte quanto a tentativa de roubo ocorrida no mês passado. O delegado Oliveira disse que a ação foi muito bem articulada. “Desta vez anterior, eles tentaram a sorte e não conseguiram nada, mas foi o suficiente para terem um conhecimento da agência. Como foram diretamente ao cofre, acreditamos que sejam as mesmas pessoas”, disse.

Segundo a polícia, pelo menos quatro bandidos armados teriam participado do crime. Os marginais causaram pânico em moradores e fugiram em seguida. Vários tiros foram disparados para assustar moradores e forças de segurança que estivessem perto.

Apesar de terem tocado o terror na cidade metropolitana, o valor levado por eles não foi tão significativo, segundo informações obtidas pela Banda B.

O Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) investiga o caso.

Fonte: Banda B

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.