A Prefeitura de Cruzeiro do Oeste emitiu nota de esclarecimento, nesta quinta-feira (11), rebatendo duras acusações de uma moradora do município, identificada como Sirlene Alvares, que alega ter sido despejada pelo município de um imóvel, cujo terreno fora cedido, na forma da Lei, para a expansão da linha de produção de um frigorífico local. Segundo a Prefeitura, as alegações são mentirosas.

De acordo com a nota, cidadã já não residia no imóvel cerca de quatro anos antes do mesmo ser desapropriado. Ao saber da expansão da empresa, Sirlene teria realocado parentes para ocupar o local e garantir a propriedade. Sem sucesso, a mulher fez uso de uma rede social para publicar acusações infundadas, além de ofensas morais contra a atual Administração Municipal, especialmente conta a pessoa prefeita Helena Bertoco e da vereadora Imaculada Conceição, que é irmã da mulher que as acusa.

Segundo a nota, Sirlene tentara inúmeras vezes na justiça, nas esferas Estadual e Federal requerer o Usucapião do imóvel, mas obteve sentença judicial negativa em todas as instâncias.

A nota diz ainda que Sirlene não foi despejada, mas que recebeu uma notificação para desocupar o imóvel, onde residiam uma filha e um neto da mesma desde meados de 2018. A Prefeitura alega que, ninguém ocupava o imóvel até o processo de Cessão para a empresa ser iniciado e que a mudança da filha e do neto de Sirlene, não passou de uma tentativa de se aproveitar da situação.

Ainda segundo a nota, cerca de 250 novos empregos serão gerados com a expansão da empresa e que a prefeitura, nem a prefeita, vereadores ou qualquer outra autoridade do município de Cruzeiro do Oeste desejou ninguém de sua moradia, pois esse poder não lhes compete. Que o processo de cessão do imóvel correu da forma legal e que todas as medidas judiciais cabíveis ao fato, serão tomadas.

ACOMPANHE A NOTA DA PREFEITURA DE CRUZEIRO DO OESTE NA ÍNTEGRA:

Nota de Esclarecimento
O objetivo deste Post é elucidar e esclarecer um boato mentiroso e infundado contra a Prefeita Helena Bertoco e contra a Vereadora Imaculada, pois ambas vem sendo fortemente caluniadas e ofendidas por algumas pessoas, que com certeza não tem conhecimento da verdade de alguns fatos omitidos pela Senhora Sirlene Alvares!
É muito importante sua atenção nas informações abaixo:
A casa que a OFENSORA cita em suas publicações de facebook, é um imóvel que durante 25 anos ela residiu e realizou benfeitorias assumindo o risco de perder, pois, a mesma era CONHECEDORA que nunca foi à verdadeira proprietária daquela casa, pois não COMPROU ou GANHOU apenas se apossou. A maior prova disto é que Senhora Sirlene tentou durante 10 anos fazer USUCAPIÃO (ter direito da propriedade), mas obteve sentença judicial negativa em todas as instâncias, (em instância Estadual e Federal) a decisão foi unânime dizendo que a mesma não tinha nenhum direito sobre aquela Propriedade, por se tratar de TERRAS PÚBLICAS, que está localizada dentro de uma extensão de 7 (sete) alqueires de terras, ou seja, 190.575 m² (uma imensa quantidade de terra). Com o passar do tempo o Município recebeu um requerimento ainda na antiga Administração, feito pela empresa FRIGO ASTRA com um pedido de CESSÃO DE USO (diferente de doação) daquela área extensa de terras, para que fosse construída uma empresa que iria gerar 250 novos empregos nesta cidade. Como o imóvel estava parado e sem nenhuma produtividade, inclusive a CASA que a OFENSORA diz ser muito importante, estava VAZIA e sem nenhum morador há 4 anos aproximadamente, pois, a OFENSORA trouxe sua filha e seu neto de 2 anos para residir no imóvel em meados do ano de 2.018, justamente para ter álibi de defesa. Percebendo a ÓTIMA oportunidade para gerar novos empregos a Administração abriu um Procedimento Licitatório na modalidade Concorrência, caso mais alguma empresa tivesse interesse no imóvel. O que acontece é que como se tratava de um grande investimento o Frigorífico não teve concorrente e acabou vencendo a Licitação.

• A primeira MENTIRA dessas publicações é o documento que a OFENSORA está mostrando nas redes sociais que se trata de uma NOTIFICAÇÃO que ela recebeu, solicitando que ela desocupe o imóvel em prazo de 30 dias, e não uma ORDEM DE DESPEJO, como ela diz.

• Segunda MENTIRA, em nenhum momento a casa foi tomada da OFENSORA e doada para FRIGORÍFICO.

• Terceira MENTIRA, não foi a PREFEITA HELENA quem tomou o imóvel, pois, nenhum prefeito tira casa de ninguém. Eles não têm essa prerrogativa (PODER).

• Mas a pior MENTIRA que a OFENSORA conta é “ELES NÃO PRECISAM DE UMA CASA, MAIS EU PRECISO, TENHO MEU NETO DE DOIS ANOS QUE VIVE ALI”.

POPULAÇÃO DE CRUZEIRO DO OESTE, esta mulher tem uma bela CASA PRÓPRIA, localizada no Parque das Oliveiras, onde mora ela e seu esposo á aproximadamente 4 anos. Agora analisem se é justo, após a determinação JUDICIAL que ocorreu no dia 27 de abril de 2.017, apenas agora depois de 2 anos foi que a Administração fez uma intervenção, encaminhando uma NOTIFICAÇÃO EXTRAJUDICIAL, pedindo que a mesma desocupasse a casa, pois a empresa vencedora do processo licitatório precisar dar inicio aos seus projetos. Será que é justo ficarmos aguardando durante esse longo tempo a BOA VONTADE da OFENSORA a desocupar o referido imóvel? Que nem dela é! E como fica a POPULAÇÃO?

NECESSITANDO de novas vagas de emprego em nosso Município! É justo perder a implantação de uma empresa que irá gerar de início 250 novas contratações, para atender uma FALSA necessidade de apenas uma pessoa que não está desamparada?

Por favor, analisem com atenção a real versão dessa história antes de fazerem acusações e comentários maldosos a respeito da Administração e da Vereadora Imaculada, pois, estão sendo ofendidas por conta de mentiras e má fé por parte da Senhora Sirlene Alvares.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.