Após o Umuarama News publicar a matéria do jornalista Angêlo Rigon, Deputado petista é condenado a pagar mais de R$ 104 mil e poderá responder por caixa dois, o jornalista Willian Faria, na ânsia de defender o deputado petista, acusou o Umuarama News de Fake News em uma matéria no seu blog. A tentativa de denegrir a credibilidade do Umuarama News cai por terra com a sentença antiga que o jornalista postou, pois tal sentença foi proferida na data de 01 de outubro de 2018 e não surte mais efeito, pois a Juiza Christian Reny Gonçalves, levando em conta as provas documentais, considerando que houve sim a existência do débito (representado por duplicada) e a prestação de serviços gráficos, que não foram  integralmente pagos.

O deputado Zeca Dirceu foi condenado ao pagamento dos mais de R$ 104 mil, corrigidos pela média INPC/IGMP-DI, desde a prestação do serviço, com juros moratórios de 1% ao mês, e ao pagamento das custas e honorários processuais, fixados em 10% sobre o valor da condenação. A sentença foi proferida em 12 de julho de 2019.

Veja abaixo o processo na íntegra:

A assessoria de imprensa do Deputado Federal Zeca Dirceu postou hoje (19) no site oficial do petista uma nota dizendo que a gráfica foi condenada a pagar indenização ao político postando a mesma sentença antiga que o jornalista William Faria. A gráfica de Maringá recorreu da sentença proferida pela Juiza Substituta da Comarca de Cruzeiro do Oeste, Daniele Liberatti Santos Taheuchi, ao Tribunal de Justiça do Paraná que proferiu a sentença em favor da gráfica no dia 10 de junho de 2019.

Veja o abaixo a íntegra da decisão:

O jornalista William Faria foi leviano nas suas acusações e totalmente desinformado na sua matéria.

O Umuarama News sempre prezou pela informação verdadeira, baseada em documentos. Mais uma vez o Umuarama News prova a sua credibilidade de sempre aos seus leitores.

Veja abaixo a Fake News publicada pelo jornalista William Faria:

 

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.