Sara Manueli Silva, 9 anos, que estava desaparecida desde a manhã deste ontem (20) foi encontrada morta na manhã deste domingo (21), no fundo de um vale no Alexandre Urbanas, em Londrina. O padrasto, Sandro de Jesus Machado, 25 anos, foi preso e confessou o crime.

Segundo a polícia Militar, o corpo da criança apresentava sinais de violência pelo corpo, foram encontradas marcas no pescoço e sinais de abuso sexual.

O desaparecimento

 

Um boletim de ocorrência do desaparecimento de Sara Manueli Silva foi registrado pelo padrasto ontem (20). Segundo o Boletim, a menina teria saído com seu padrasto para visitar um tio e ao retornar do local, por volta das 10h, o padrasto a deixou  na sala assistindo TV e foi tomar banho. Segundo Sandro, quando ele saiu do banho, a menina não estava mais lá e que testemunhas o informaram que gritos de socorro foram ouvidos vindo de um carro preto, mas não souberam passar as placas nem o modelo do veículo. O padrasto ainda pediu à polícia abordar qualquer veículo preto que passasse pelo Alexandre Urbanas e redondeza.

Foto: Eliandro Piva/RIC TV Londrina

A PRISÃO

Na manhã deste domingo a Polícia Militar foi chamada até a casa da família de Sara porque o padrasto teria contado que assassinou a enteada e estava sendo ameaçado por vizinhos. Sandro acabou preso e confessou o crime.

Testemunhas também contaram à polícia que vira Sandro com a menina indo em direção ao vale.

Foto: Divulgação PM

Investigação

 

Peritos do Instituto de Criminalística de Londrina realizaram o levantamento no local onde o corpo foi encontrado, vestindo somente uma blusa.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal que após o exame de necropsia deverá a causa da morte e confirmar o abuso sexual.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.