Um dos principais motores da economia de Umuarama, a agricultura é responsável por boa parte da geração de divisas e empregos no município. São aproximadamente 2 mil agricultores que cultivam 108 mil hectares, entre proprietários (cerca de 1.500), parceiros, arrendatários e outras categorias. Além de grandes áreas ocupadas por pastagens e cana-de-açúcar, a cidade produz café, amendoim, feijão, mandioca, milho, soja, palmito e tomate, além de carne bovina, leite, aves, suínos e frutíferas como abacaxi, melancia, abacate, banana, caqui, coco-da-baía, goiaba, laranja, limão, manga, maracujá, tangerina e uva, sem falar na produção de hortis que movimenta as feiras de produtores e abastece o mercado local.

 

A agricultura gera empregos no campo (3.137, segundo o Ipardes) e na cidade, com a indústria da transformação (8.733 postos de trabalho) e o comércio de insumos, além de movimentar a economia nas épocas de safra, lembra o prefeito Celso Pozzobom. De origem no campo, o prefeito parabeniza o produtor rural pelo Dia do Agricultor, comemorado neste 29 de julho. “Este é um dos dias mais importantes do calendário nacional, pois é do campo que vêm nossas maiores riquezas. A agropecuária faz do país esse gigante que é, equilibrando a balança comercial e promovendo o desenvolvimento. O produtor é uma classe que precisa ser respeitada e valorizada, pois é com seus resultados que o Brasil se faz grande”, disse.

Com uma importância tão grande na economia local, a agricultura recebe atenção e incentivos da administração municipal. “Através de programas, a Prefeitura apoia o pequeno agricultor com uma série de incentivos, orientação técnica, insumos, acompanhamento, cuidado com as estradas, enfim somos parceiros dos agricultores e concentramos esforços para que ele tenha sempre melhor rentabilidade, aumente a produção e tenha uma vida digna no campo”, acrescentou Pozzobom.

“Eu que também sou produtor rural sei das dificuldades e desafios que o agricultor enfrenta todo o dia, principalmente os pequenos. Por isso, temos uma secretaria de agricultura bem equipada em recursos humanos e materiais para atender bem ao produtor rural”, apontou.

Através da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, a Prefeitura de Umuarama auxilia os pequenos produtores na correção e conservação de solo, fornecendo máquinas, implementos e assistência técnica para preparo do solo, melhores variedades de mudas e sementes, curvas de nível, com acompanhamento do agrônomo Anderson Cleiton Quinaia. O agrônomo Márcio Rezende presta assistência técnica aos produtores de hortifruti, que fazem parte da Cooperativa dos Pequenos Agricultores de Umuarama (Cooperu), abastecem mercados e movimentam as feiras.

O diretor de Agricultura e Pecuária, Elídio Pavan, lembra que a Prefeitura conta ainda com patrulha mecanizada para conservação de solo, reforma de áreas, com pás carregadeiras, tratores e vários implementos agrícolas. “Além disso oferecemos insumos para melhorar o solo e aumentar a produtividade como calcário, fósforo, esterco (cama de galinhas poedeiras) e mantemos canais de comercialização para dar segurança aos agricultores na hora de vender a sua produção”, explicou, referindo-se ao Sacolão do Produtor, que funciona na Praça da Bíblia, e ao Banco de Alimentos, que compra parte da produção para atender entidades, famílias carentes e a merenda escolar.

A Prefeitura auxilia ainda as cooperativas que agregam pequenos produtores, como a Cooperu, a Cooplu (cooperativa dos produtores de leite) e a Apelu (associação dos produtores de leite). “Na pecuária de leite temos uma atuação muito forte, coordenada pelo zootecnista Vinícius Oliveira Chimenez, com apoio da veterinária Sharon Lüders Meza”, lembra o diretor.

PECUÁRIA

O município mantém um programa de incentivo que auxilia os pequenos pecuaristas a gerenciar melhor a propriedade, identificar os custos de produção e corrigir problemas para que tenham mais lucro. “A Prefeitura orienta sobre a administração e oferece assistência técnica, máquinas para preparo de um alqueire de solo, melhorando a alimentação dos animais, e para quem seguir todos os critérios do programa distribui duas novilhas com ótima genética, já em idade de reprodução”, explicou o prefeito Celso Pozzobom.

“O produtor aprende a cuidar melhor da alimentação animal, se dá pastagem ou ração, e do manejo em geral. Em breve vamos chegar a 80 pequenos pecuaristas que receberão duas novilhas cada um, além de apoio dom adubação, calcário e máquinas para reformar pastagens e preparar silagem. O foco é produção sustentável”, completou Elídio Pavan.

Outro apoio prestado pela Secretaria de Agricultura é a assistência veterinária e o Programa de Inseminação Artificial, para melhoria genética dos rebanhos, com distribuição de sêmen de alto padrão para melhorar o rebanho, além de cursos e treinamentos periódicos para grupos de produtores, com a parceria com a Emater e a Adapar no combate à formiga cortadeira, que causa muitos prejuízos à pecuária e agricultura.

NÚMEROS

O valor bruto nominal da produção agropecuária de Umuarama em 2017 (segundo o Ipardes) foi de R$ 339.254.067,68, dos quais R$ 106.168.795,43 foram provenientes da agricultura e R$ 230.831.307,25 da pecuária – o restante veio de atividades florestais (R$ 2.253.965,00).

“Toda essa produção precisa de boas condições de escoamento, por isso também mantemos atenção constante com as nossas estradas rurais. Reforçamos o pátio de máquinas com a aquisição de diversos implementos, patrolas, pás carregadeiras, tratores, caminhões, rolo compactador, enfim, dispomos de uma patrulha mecanizada muito bem equipada e atuante. Com isso, temos conseguido manter a nossa extensa malha viária não pavimentada (são mais de 500 quilômetros) em boas condições para o trânsito do agricultor”, lembrou o prefeito Celso Pozzobom.

Além disso a Prefeitura também apoia pequenas iniciativas voltadas à produção de alimentos, como hortas comunitárias e em estabelecimentos de ensino. Um dos exemplos é a horta comunitária do Rancho Pirilampo, no Parque Jabuticabeiras, uma parceria da Associação Atlética Caubói do Futuro e associação de moradores com a Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente da Prefeitura.

Nesta semana o autor da iniciativa, popular Pirilampo, fez um agradecimento a prefeito Celso Pozzobom, à Cooperu e à Secretaria de Agricultura pelo apoio ao projeto da horta. “Os adolecentes atendidos já estão comercializando alface, almeirão, salsinha e cebolinha colhidas na horta, que ajuda a comunidade com a renda da venda dos produtos à população. O pessoal ajuda a cuidar da horta, aprende agricultura e a fazer comércio, e ganha dinheiro com a venda. É tudo produto orgânico, sem agrotóxico, lavado e embalado em sacos plásticos graças ao apoio do município”, disse Pirilampo.

HISTÓRIA

O Dia do Agricultor foi criado através do Decreto Lei nº 48.630, de 27 de julho de 1960, em comemoração ao aniversário de 100 anos da fundação da Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas, em 1860, por Dom Pedro II. A data homenageia os profissionais que trabalham com o cultivo de produtos da terra, como frutas, hortaliças e vegetais. O agricultor é um dos principais atores da economia nacional, responsável por produzir bens essenciais para o sustento do país.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.