Uma moradora de Londrina, portadora de câncer cerebral, optou por rifar o próprio carro, Voyage 2009, a fim de custear procedimento cirúrgico para a remoção de tumores, descobertos recentemente.

O diagnóstico vinha prejudicando a visão de Margarete Mormul, que vendeu as rifas a R$ 20. O veículo é seu único bem, utilizado inclusive para o trabalho como Uber.

Anunciado no início de agosto, o ganhador tomou uma decisão que comoveu as redes sociais. O serralheiro Célio Pereira de Carvalho resolveu devolver o prêmio, para que Margarete, além de saldar o débito com o hospital, pudesse continuar trabalhando.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.