A Secretaria Municipal de Saúde realizou um mutirão de ortopedia para atendimento de crianças, adolescentes e jovens no último sábado, 3, no Centro de Especialidades Médicas (CEM). As consultas ocorreram entre as 7h30 e 12h. Apesar dos avisos e confirmações por telefone, cerca de 25% dos pacientes deixaram de comparecer.

A secretária municipal de Saúde, Cecília Cividini, informa que foram agendadas e confirmadas 62 consultas com pacientes de 0 a 18 anos. “Os médicos atenderam 47 pacientes, alguns deles aguardando atendimento especializado com ortopedista desde o ano passado. Mas 15 pacientes faltaram sem aviso prévio ou justificativa, o que diminuiu o alcance do mutirão”, lamentou a secretária.

Caso as faltas fossem comunicadas com antecedência, a Secretaria de Saúde poderia ter chamado outros pacientes que estão na lista de espera por esta especialidade. Os pacientes atendidos no sábado, pelos ortopedistas Alexandre Thadeu Meyer e Maxsuel Fidelis de Padua Almeida, voltaram para casa com datas agendadas para retorno ou com data prevista para um próximo agendamento.

“Graças a esta ação e aos atendimentos rotineiros no CEM, nesta área, no momento não temos mais fila de espera por período prolongado para pacientes de até 18 anos, tanto para primeiro atendimento como para retornos de acompanhamento com especialista”, acrescentou a secretária Cecília Cividini.

O prefeito Celso Pozzobom destacou os resultados do mutirão, que vem reduzindo a fila de espera por esta especialidade, mas também lamentou a ausência de pacientes após a confirmação de presença pelo telefone. “A Secretaria de Saúde vem realizando esforços concentrados para agilizar o atendimento na área de ortopedia e mesmo assim, quase 30% dos pacientes não comparecem, ocupando o lugar de outros que precisam das consultas e estão na lista de espera”, comentou.

Através dos mutirões já foram atendidos mais de 450 pacientes, a grande maioria da fila que estava represada em ortopedia, desde o início do ano passado. “O objetivo é atender ao maior número possível, por isso realizamos os mutirões e confirmamos individualmente as presenças dos pacientes. Infelizmente, alguns não comparecem. Mas esforço é válido e a população, que merece atendimento rápido e de qualidade, é a maior beneficiada”, completou Pozzobom.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.