Pedro Juan Caballero PY – O mês de setembro é muito importante para os brasileiros. É um período destinado a despertar o espirito patriota em cada coração, visto que no dia 7 é comemorado o “Dia da Independência”. O feriado é muito aguardado por todos, pois é também uma oportunidade de descanso e lazer ao qual muitos aproveitam para fazer aquela viagem com a família.

Aproveitando este período empresários brasileiros e paraguaios que compõem a fronteira Ponta Porã / Pedro Juan Caballero fizeram uma aliança comercial típica que este ano chega a sua oitava edição com objetivo de promover a união comercial entre ambos países,
movimentando assim a economia fronteiriça através de descontos especiais para os consumidores. A Black Friday também além de retrato de desenvolvimento é importante para o turismo da região. Todos os anos milhares de turistas transitam pela região movimentando a rede hoteleira.

Em entrevista a equipe da Revista ‘ERA’ o Dr Alejandro Benitez Araña presidente da Câmara de Industria, Comércio, Turismo e Serviços de Pedro Juan Caballero comentou sobre o evento, desenvolvimento e economia do país. Segundo Alejandro o Paraguai é ótimo para se morar,
investir e turistar.

Para o Presidente a parceria internacional entre a Câmara de Industria de PJC e ACEPP (Associação Comercial e Empresarial de Ponta Porã) com apoio do Fecomércio –MS promoveu a união de empresários de ambos países unidos ao respeito com consumidor, política de honestidade aplicada, onde os descontos sobre os produtos são sobre o valor real da mercadoria, seria o sucesso do evento.

Mais de 100 comerciantes planejam com antecedência parcerias juntos aos seus fornecedores, a aquisição de novos produtos com valores de ofertas permite descontos promocionais de até 50% , outros aproveitam período para liquidação de estoques, este fator impulsiona as vendas
mantendo as empresas estáveis até as novas altas do comércio no período natalino. As parcerias ainda movimentam o mercado de importação e exportação levando a economia da fronteira a ascensão.

Durante suas compras os turistas irão se deparar pelas ruas com festival de cores, danças, músicas e sabores tudo isto porque a capital de Amambay Departament está sendo
preparada de maneira a qual os turistas tenham novas experiências culturais, conheçam as riquezas históricas do povo paraguaio.

E nesta imersão cultural, ao seu hospedar na região da fronteira seca, os amantes de ecoturismo podem se aventurar pelo Chakurrú e conhecer um pouco a mais sobre a história do país no Parque do Cerro Corá que foi palco da batalha final sanguinária entre (Brasil, Paraguai,
Argentina e Uruguai).

Os amantes de jogos ao adentrarem aos cassinos da cidade fronteiriça tem uma experiência em uma mini Vegas Paraguaia.

QUEBRANDO TABU

No ano de 2013 a Organização das Nações Unidas elegeu o Paraguai um dos países da América Latina menos violento para se viver. Considerado o primo pobre por muitos, caminhar junto com o Brasil o faz sentir o mesmo equilíbrio e desequilíbrio, mas o que poucos sabem é que o
país mesmo em tempos de crises é promissor. Entre suas conquistas estão as cargas tributárias mais baratas da região, um dos maiores produtores e exportador de energia elétrica do mundo, em 2018 estava no sexto lugar do ranking de produção soja, mas já chegou ser considerado o quarto maior exportador do grão e o décimo de trigo.

Leis de incentivos fiscais atraem muitos investidores, importar máquinas e matériasprimas sem imposto e ter que arcar com apenas um único imposto de 1% sobre o valor agregado da exportação. Esta é a realidade das empresas que fabricam seus produtos no Paraguai. Com duas leis para impulsionar a indústria – a Lei de Maquila (nº 1.064) e a Lei nº 60/90 – o país vizinho se tornou uma ótima alternativa para o comércio exterior.

O presidente relatou que estão acontecendo eventos para incentivar investidores brasileiros, a CICTS de Pedro Juan Caballero está disposta a dar suporte, orientação necessária, porque para o mesmo se existe investimentos há circulação da economia em todas as esferas. “Se existem industrias há também geração de emprego, o que faz a economia circular” salientou Araña. Cerca de 13 maquiladoras estão instaladas na cidade paraguaia e mais oito universidades de medicina, totalizando cerca de 13 mil
acadêmicos,97% brasileiros a consagrando um polo educacional.

Na oportunidade Dr Araña reforçou que o Paraguai é uma “Pequena China” acessível industrialmente, aos comerciantes brasileiros convida a exportar a eles os seus
produtos, afirmando que os paraguaios têm muito a adquirir dos brasileiros e aos consumidores reforçou sobre segurança, bons preços, bons restaurantes, hotéis,
cassinos, opções de lazer. “Se você quer estudar, comprar, fabricar, comercializar, constituir família o Paraguai é o melhor lugar, confiem no Paraguai” finalizou ele.

BLACK FRIDAY FRONTEIRA

A Black Friday Fronteira será realizada nas cidades de Ponta
Porã, no Brasil e Pedro Juan Caballero, no Paraguai, com
adesão de mais de 150 lojas dos dois países. A ação será
realizada nos dias 5, 6, 7 e 8 de setembro.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.