Um brinquedo instalado pela Prefeitura de Umuarama para a diversão de cadeirantes na Praça Miguel Rossafa vem sendo utilizado de forma indevida e já foi até danificado. Recentemente, a Secretaria de Obras do município implantou mais um conjunto de parquinhos infantis em bairros da cidade e no distrito de Vila Nova União. Duas unidades para pessoas com deficiência foram instaladas na Praça Miguel Rossafa e também no Bosque Uirapuru, garantindo inclusão social aos cadeirantes.

Porém, os balanços especiais têm sido usados pelas crianças que frequentam o parquinho, às vezes em grupo, mesmo na presença dos pais. “A situação é incômoda porque esse balanço é destinado a pessoas com deficiência. Para as demais crianças há uma série de brinquedos na praça, em dois pontos. Os pais precisam orientar seus filhos a respeitar esse espaço, deixando o brinquedo de cadeirantes para pessoas nessa condição. É uma questão de direito”, orientou a secretária municipal de Assistência Social, Izamara Amado de Moura.

Os outros conjuntos de brinquedos foram instalados no Lago Tucuruvi, no Parque Laranjeiras, no Parque Primeiro de Maio e também no Parque Bonfim. Por fim, outro parquinho foi montado no distrito de Vila Nova União. De acordo com o secretário de Obras, Isamu Oshima, três balanços especiais para PCD foram adquiridos por R$ 4,2 mil – o terceiro terá o local definido pelo prefeito Celso Pozzobom. O objetivo é garantir opções de lazer para todos os públicos.

A Prefeitura já instalou parquinhos em diversos logradouros públicos, como a Praça São Francisco e o Jardim São Cristóvão, compostos por duas torres, balanços e três escorregadores, entre outros equipamentos. Também já foram beneficiadas com parques infantis as comunidades dos distritos de Lovat, Serra dos Dourados e Santa Eliza e também das praças Tamoio, Sete de Setembro, Padre Manuel da Nóbrega e Miguel Rossafa, além do Bosque Uirapuru e da Praça dos Xetá.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.