Durante o feriado prolongado da Proclamação da República, A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou seis mortes e 104 feridos, em 95 acidentes de trânsito. Em quatro dias de operação, entre quinta-feira (14) e domingo (17), as equipes policiais flagraram 101 motoristas dirigindo sob efeito de bebidas alcoólicas no estado.

Além disso, os agentes da PRF também flagraram 368 manobras de ultrapassagens proibidas, 55 crianças sem cadeirinha e 61.725 quilos de excesso de peso em veículos de carga.

A PRF apreendeu ainda 650 quilos de maconha e recuperou sete veículos com alerta de roubo ou furto. No total, 69 pessoas foram presas, por diferentes crimes. E 438 veículos foram recolhidos aos pátios da corporação.

Mortes

Três das seis mortes registradas pela PRF, no feriado deste ano, foram por atropelamentos. As outras, em colisões frontal e transversal. Segundo a PRF, excesso de velocidade, desatenção e desrespeito à sinalização estão entre as causas presumíveis dos acidentes fatais.

A primeira colisão com morte ocorreu no final da tarde de quinta-feira (14). Tio e sobrinho, com 31 e 11 anos de idade, morreram em uma batida frontal na BR-163, em Marechal Cândido Rondon, oeste do estado. O carro em que eles estavam invadiu a faixa contrária e bateu de frente contra uma carreta bitrem. Chovia no momento.

Já na noite de ontem (17), uma adolescente de 16 anos de idade e uma mulher de 19 anos, ambas indígenas, foram atropeladas por um carro na BR-277, em Nova Laranjeiras, na região centro-sul do Paraná.

E na madrugada desta segunda-feira (18), já fora do período de operação relativo ao feriado, outros dois motociclistas morreram em rodovias federais paranaenses. Um deles na BR-467, em Cascavel. O outro, na BR-376, em Maringá.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.