Os produtores e comerciantes que atuam na feira de quarta-feira, na Avenida Dr. Ângelo Moreira da Fonseca (ao lado dos muros do Estádio Municipal Lúcio Pipino), aprovaram o novo regimento interno durante assembleia realizada pela Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente e pela fiscalização do Código de Posturas da Secretaria Municipal de Fazenda, na última segunda-feira, 10, no Anfiteatro Haruyo Setogutte.

O diretor de Agricultura e Pecuária da Prefeitura, Vinícius Chimenez, explicou que o regimento define regras e normas de conduta para os feirantes, além de ajudar a organizar a feira e torná-la mais atrativa para os visitantes e consumidores. “Esta é uma das feiras mais frequentadas da cidade, com mais de 60 feirantes e uma infinidade de produtos da agricultura familiar, como verduras, legumes, frutas, pães e massas, doces caseiros, queijos, embutidos e uma diversificada praça de alimentação”, afirmou.

Para tornar a feira ainda mais atrativa, a Prefeitura está implantando algumas melhorias e planejando novidades. “Já foi iniciada a troca dos toldos laterais, que serão renovados e padronizados por uma empresa contratada por licitação. Também está nos planos a reforma das instalações elétricas e modernização das luminárias, para dar maior sensação de segurança e conforto para os expositores e frequentados”, disse o diretor.

Outra novidade em planejamento é a instalação de um portal em forma de arco suspenso, para receber os visitantes com a identidade visual da feira. O prefeito Celso Pozzobom apoiou as mudanças. “Através das secretarias de Agricultura e Meio Ambiente e de Serviços Rodoviários, estamos atendendo o pequeno produtor em várias frentes, seja na capacitação, na distribuição de insumos, na conservação e melhorias das estradas – algumas estão sendo até asfaltadas ou totalmente cascalhadas”, afirmou.

Os investimentos, realizados conforme a demanda e já preparando ambiente para o desenvolvimento, seguem o planejamento da administração municipal. “Trabalhamos na cidade como um todo, sem privilegiar um ou outro setor, de forma que Umuarama esteja pronta para o crescimento econômico tão esperado. E isso passa pelo setor agropecuário, pela produção de alimentos, pois o comércio e a prestação de serviços dependem do sucesso no setor produtivo”, apontou Pozzobom.

Fonte: Prefeitura de Umuarama

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.