O deputado estadual Soldado Adriano José (PV) se reuniu recentemente com o governador do Paraná, Ratinho Jr. (PSD), chefe da Casa Civil, Guto Silva e secretários estaduais, onde solicitou maior agilidade em pautas relacionadas a segurança pública no Estado.

O parlamentar afirmou que encaminhou tratativas importantes para os praças da Polícia Militar, que segundo ele, foram “esquecidos por muito tempo”. Ele divulgou a agenda em suas redes sociais e pediu mais apoio à categoria. “Vamos nos manter unidos para que comecem ser colocadas em prática o quanto antes, mas que comece já!!!”, clamou.

Dentre as pautas reivindicadas estão: Reajuste da Tabela do Subsídio; Jornada de Trabalho Adequada; Pagamento Extra Jornada; Abertura de vaga do QEOPM; Carreira/Entrada Única; Alteração da Lei que Cassa Aposentadoria de Inativos punidos; Responsabilidade do Estado em Acidentes com Viaturas; Retaguarda Jurídica; Vale Alimentação; Atualizar valor da Indenização por invalidez ou morte; 45 dias de férias; Prorrogar para 2021 da transição da nova Reforma da Previdência; Solicitação ao Governador para redução do interstício para promoções das praças; Contratação de Psicólogos e Psiquiatras; Melhorias e adequação na assistência da saúde; Isenção do ICMS para compra de armas; Pagamento FPP – Comandantes destacamentos e Postos Rodoviários; Isenção de pedágios para policiais que trabalham em cidades diferentes do local que mora; Aumento da diária na Operação Verão; Pagamento bonificação apreensão de armas; Plano de Carreira para Agentes Penitenciários; Edital Concurso PMPR (Urgente); Convocação candidatos concurso para Escrivaes da Polícia Civil.

Adriano José também gravou um vídeo, aonde ressalta que contou com o apoio do deputado federal, Sargento Fahur(PSD), Sargento Aleixo, Sargento Anderson, Sargento França e Soldado Gabriel, e pede mais união. “Vamos nos apoiar para essas pautas sejam colocadas em prática e nossa classe seja valorizada”, finaliza.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.