A Universidade Estadual de Maringá (UEM) informa que as aulas presenciais dos cursos de graduação não iniciarão em 6 de abril, conforme previsto no calendário acadêmico da instituição. A decisão atende à determinação estabelecida em decreto estadual sobre a paralisação obrigatória das aulas nas redes pública e privada de ensino, bem como nas universidades estaduais e entidades conveniadas ao Estado.

A decisão tem como objetivo amenizar a proliferação do novo coronavírus. A pró-reitora de Ensino, Alexandra Abdala Cousin, reafirma que as aulas presenciais não iniciarão enquanto vigorar o decreto.

A pró-reitora informa ainda que a Câmara de Graduação do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEP) tem reunião agendada para 1° de abril para discutir as alterações do Calendário Acadêmico de 2020. “As decisões serão levadas, posteriormente, para deliberação em plenária do CEP, que é o órgão competente para definir estas alterações”, destaca Alexandra.

Embora não se tenha conhecimento do período de suspensão das aulas, a pró-reitora reitera a necessidade de assegurar o cumprimento da carga horária e número de dias letivos mínimos anuais previstos na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional para todos os cursos e modalidades.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.