Os rins de um homem de 61 anos de idade foram doados no início desta madrugada (23), no Hospital Norospar, em Umuarama. A captação foi realizada no centro cirúrgico do hospital pela Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgão e Tecidos – CIHDOTT, juntamente com uma equipe de captação e transporte de órgãos, da Santa Casa de Maringá.

O paciente foi internado na UTI no dia 20 de junho, com diagnóstico de Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico – AVC. Apesar dos esforços da equipe médica, o quadro se apresentou irreversível e a CIHDOTT deu início ao Protocolo de Morte Encefálica, que contempla: exames clínicos, teste de apneia e exames complementares comprobatórios, como exames de imagem e de sangue.

A constatação irremediável e irreversível da morte clínica do paciente ocorreu no domingo (21/06), às 18h17. A família foi então informada sobre o direito de doar.

“O direito de doar é exclusivo da família e é informado no acolhimento do luto, que é um momento difícil para a família. A possibilidade de doar traz conforto e significado a esse luto”, diz a psicóloga hospitalar do Norospar, Luanna Flávia Nunes, que integra a CIHDOTT, juntamente como médicos, enfermeiros, assistente social, entre outros profissionais.

Com a autorização da família, o Sistema Estadual de Transplantes do Paraná foi comunicado e a equipe de captação mais próxima foi enviada para a remoção e transporte dos rins.

A captação durou cerca de três horas e terminou por volta da meia noite desta terça-feira (23) e o corpo foi liberado para as homenagens da família.

Como ser um doador de órgãos?
Somente a família pode autorizar a doação de órgãos, no momento do óbito. Se você deseja ser um doador, converse com seus familiares e expresse sua vontade.

Quem pode doar?
Qualquer pessoa, após a confirmação da morte e mediante autorização da família.

Quais órgãos podem ser doados? 
Coração, rins, pâncreas, pulmões, fígado e também tecidos, como: córneas, pele, ossos, valvas cardíacas e tendões. Ou seja, um doador pode ajudar muitas pessoas.

Doador falecido
Pacientes que foram diagnosticados em morte encefálica (ME), o que ocorre normalmente em decorrência de traumas/doenças neurológicas graves, podem ser doadores de órgãos e tecidos e globos oculares para transplante de córnea. Nos casos em que o falecimento decorre de parada cardiorrespiratória (PCR), podem ser doados tecidos.

Doador vivo
Qualquer pessoa saudável pode ser doadora em vida de um dos seus rins ou parte do fígado para um familiar próximo (até 4ª grau consanguíneo), porém quando a doação de um rim ou parte do fígado for para uma pessoa não aparentada é necessário autorização judicial.

Quem recebe os órgãos?
Os órgãos doados são destinados a pacientes que necessitam de transplante e estão aguardando em uma lista única de espera. Esta lista é fiscalizada pelo Sistema Nacional de Transplantes do Ministério da Saúde e pelas Centrais Estaduais de Transplantes.

Fonte: Assessoria

Divulgação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.