O Brasil é um país incrível, cheio de gente batalhadora e que não deixa as dificuldades interromperem sonhos com facilidade. Mas até mesmo algumas histórias de superação podem causar desconforto, embora revelem a grande criatividade e força do cidadão brasileiro. Esse é o caso de William, um menino de apenas 13 anos que aprendeu desde cedo que as coisas nem sempre são fáceis e, para alguns, são mais difíceis do que para outros.

Morador de Hidrolândia, no interior de Goiás, o menino não tem uma condição financeira muito confortável. Sua família é humilde e não tem condições de bancar certas coisas que já não deveriam ser consideradas luxo, como um telefone e acesso a internet. Por isso, o menino precisou correr atrás sozinho dessas coisas.

William esta no 8º ano do ensino fundamental e se prepara para entrar no ensino médio, onde deseja se formar ou em física, ou em engenharia. O menino tem sonhos altos e corre atrás para realiza-los com muito trabalho duro e honesto. Ele conta que precisou catar latinhas por 6 meses para conseguir comprar o telefone que agora usa para as aulas.

Por causa da pandemia de covid-19, as aulas regulares na escola foram suspensas e agora o conteúdo é transmitido pela internet, mas o menino não tem acesso a internet em casa, tampouco um celular ou computador. Por causa disso, precisou contar com a solidariedade de um comerciante para continuar realizando seu sonho.

William é filho de pais separados e mora com a avó, que sonha com um futuro melhor para o neto. Em entrevista, ela fez um apelo para que o neto conseguisse a oportunidade de estudar em um curso profissionalizante, ou até mesmo em uma escola particular. A idosa lamentou não ter dinheiro para financiar os sonhos do neto, mas destacou que o menino tem muita força de vontade.

Fonte:Minuto Notícia

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.