Médicos do Hospital do Câncer Uopeccan de Cascavel se uniram para trazer melhorias no tratamento dos pacientes acometidos com o coronavírus. A pesquisa clínica tem o intuito de utilizar o plasma sanguíneo ou plasma convalescente de pacientes que foram infectados com a Covid-19 e se recuperam. Após aprovação da Conep (Comissão Nacional de Ética em Pesquisa), no dia 19 de maio, o estudo começa a ganhar forma e trazer alternativa de tratamento para doença.

Segundo o coordenador da pesquisa clínica, o médico hematologista e oncologista clínico do Hospital do Câncer Uopeccan, Ademar Dantas da Cunha Júnior, a utilização do plasma nos primeiros 10 a 15 dias, isto é, no início dos sintomas da doença traz resultados positivos. “Através do estudo podemos evitar a progressão dos sinais dos sintomas, por isso precisamos testar a eficácia desse processo em pessoas com covid-19. O plasma é uma esperança que temos para atingir o vírus de alguma forma por meio dos anticorpos de pessoas que já foram infectadas”.

Os custos são altos para realização do projeto totalizando R$ 57 mil, entre material de consumo, exames, e equipamentos e material permanente, para o tratamento de 10 pacientes. Para realização desse estudo contamos com a solidariedade da comunidade, voluntários e empresários, para auxiliar no desenvolvimento da pesquisa clínica. “Os gastos são expressivos para o desenvolvimento do projeto, os materiais para coleta do plasma são caros. A máquina aférese que é utilizada para coleta das células na Uopeccan, vai precisar ser trocada para atender as nossas necessidades. Contamos com a colaboração da comunidade em geral para que essa pesquisa seja realizada e outras”.

O projeto conta até o momento com 35 inscritos de doadores voluntários de plasma. Foram realizadas entrevistas de triagem com sete doadores e feito a coleta de uma doadora B positivo, beneficiando um paciente. “O processo da coleta está adiantado principalmente para os tipos sanguíneos A e O”. É importante que as pessoas que já tiveram a covid-19 confirmada e recuperado, e sem sintomas há pelo menos 14 dias, seja um voluntário. Continuamos em busca de doadores de plasma, porque existem sangue raros que temos que buscar além dos próprios doadores que já temos”. Os interessados que já tiveram a doença, podem entrar em contato com o Centro da Pesquisa da Uopeccan pelo telefone (45) 2101-7453 e fazer o cadastro.

Para ajudar financeiramente o projeto, você pode realizar a doação na seguinte conta bancária:

Banco Itaú/ Conta Corrente: 726-1

Agência: 3946

CNPJ: 81.270.548/0001-53

Fonte: Uopeccan

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.