O rapaz, de 20 anos, morador de Altônia, foi detido durante a madrugada desta quarta-feira (8/7), no km 178 da BR-369, em Arapongas, por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Mesmo sem possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH), ele conduzia um Ford/Edge, de cor branca, que transportava aproximadamente 25 mil maços de cigarros, acondicionados em 50 caixas.

Conforme informações da PRF, os agentes observaram o veículo com características suspeita, na fila de uma cancela da praça de pedágio.

O jovem percebeu a presença da PRF, e muito nervoso, arriscou-se em uma manobra de fuga, que não deu certo. De imediato, os agentes visualizaram que o veículo estava carregado com produtos ocultos por plásticos escuros.

Após uma fiscalização no veículo, foi constatado que se tratava de uma carga de cigarros contrabandeados do Paraguai.

Além disso, o condutor disse que não possuía CNH e nem a documentação do veículo. “Iniciada uma fiscalização minuciosa, os agentes descobriram que o veículo possui restrição judicial e usava placas falsas, uma vez que no registro RENAVAM a placa aparente não existe, e a placa verdadeira pertence a outro veículo. Também foi possível verificar a existência de um rádio de frequência aberta, em pleno funcionamento sem autorização da Anatel”, confirmou a PRF.

O contrabandista afirmou ter pego o veículo já carregado em Guaíra e pretendia levá-lo até a cidade de Londrina. Pelo trasporte, ele disse que receberia determinada quantia em dinheiro.

Ele foi preso em flagrante e encaminhado com o veículo e o contrabando à Delegacia da Polícia Federal em Londrina.

Quatro crimes

De acordo com a PRF, em tese, o rapaz responderá criminalmente por quatro crimes: contrabando, desenvolver clandestinamente atividades de telecomunicação, dirigir veículo automotor em via pública sem habilitação, gerando perigo de dano e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

Balanço

A PRF informou que nos primeiros seis meses de 2020 a PRF já apreendeu 29,5 milhões de carteiras de cigarros contrabandeados do Paraguai. “Isso representa um aumento de mais de duas vezes em relação ao mesmo período de 2019, quando foram apreendidas 11,9 milhões de carteiras. Até junho, os agentes da PRF prenderam 283 pessoas por contrabando ou descaminho nas estradas federais do Paraná”, destaca.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.