Em reunião com ampla representatividade, nesta quarta-feira, 30, autoridades e lideranças do Brasil e Paraguai avançaram na definição de medidas integradas para a reabertura da Ponte Internacional da Amizade. A data da retomada do trânsito e das atividades econômicas fronteiriças será determinada pelos presidentes dois países vizinhos, Mario Abdo Benítez e Jair Bolsonaro.

Presidente do Codeleste, Linda Tayen relatou que as autoridades dos dois países pactuaram, na reunião, que a reabertura da ponte deverá ser gradual e segura, iniciando pelo trânsito a moradores da fronteira. Segundo ela, ficou acordado que o controle sanitário de quem atravessar a fronteira será intensificado nas cidades fronteiriças.

Assistência à saúde

Para o presidente do Codefoz, Mario Camargo, uma das preocupações em relação à retomada do acesso pela Ponte da Amizade é a estrutura de saúde pública. Ele frisa que as administrações do Brasil e Paraguai devem atuar em conjunto para reforçar as condições de atendimento às pessoas, principalmente com a ampliação de leitos hospitalares em Ciudad del Este.

Prefeituras de Foz e Ciudad del Este

O fortalecimento da rede de atendimento à saúde também foi preocupação destacada pelo prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, durante a reunião. Ele afirmou que o planejamento integrado para a reabertura da ponte deve ir além da definição dos protocolos sanitários, incluindo um plano assistencial.

Prefeito de Ciudad del Este, Miguel Prieto apresentou uma radiografia da oferta de leitos hospitalares no município e reiterou o comprometimento da administração com a realização de controle e fiscalização sanitária no município. Ele também defendeu que o acesso à Ponte da Amizade seja simplificado, sem excesso de burocracia.

Autoridades dos dois países pactuaram, na reunião, que a reabertura da ponte deverá ser gradual e segura
Foto – Divulgação

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.