Após encerrada a consulta pública nos colégios estaduais Zilda Arns e Monteiro Lobato, em Umuarama, foi aprovada pela maioria a migração para o modelo cívico-militar em ambos.

Nesta sexta-feira (30/10), termina a votação na escola Padre Manoel da Nóbrega, e um balanço parcial indica que a instituição também terá seu sistema educacional alterado. Até o final da manhã, 401 pessoas foram favoráveis e 71 contra a implementação.

Para que a mudança ocorra, é preciso que mais de 50% das pessoas aptas a votar na escola participe da consulta e que a maioria simples dos votantes (50% e mais um voto) seja favorável ao programa.

Segundo o governo do estado, pais ou responsáveis votam de acordo com o número de matriculados sob sua tutela na instituição educacional, ou seja, uma mãe com três filhos pode votar até três vezes. Para votar é preciso levar documento pessoal com foto, e recomenda-se que cada pessoa leve sua própria caneta.

Nos colégios onde a migração for aprovada, haverá implementação da modalidade cívico-militar em 2021.

O investimento total é estimado em cerca de R$ 80 milhões, direcionado a 129 mil alunos no estado informou o governo.

Modelo cívico-militar

No programa, as escolas contarão com aulas adicionais de Português, Matemática e Civismo, garantindo, assim, que os estudantes aprendam sobre leis, Constituição Federal, papel dos três poderes, ética, respeito e cidadania.

No Ensino Médio, haverá, ainda, a adição da disciplina de Educação Financeira.

A nova modalidade de ensino será aplicada em escolas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e no Ensino Médio, e de acordo com o governo, além de questões curriculares, outra mudança será a gestão compartilhada entre civis e militares. “O diretor-geral e o diretor-auxiliar permanecem sendo civis e as aulas continuam sendo ministradas por professores da rede estadual, enquanto o diretor cívico-militar será responsável pela infraestrutura, patrimônio, finanças, segurança, disciplina e atividades cívico-militares. Haverá, também, de dois a quatro monitores militares, conforme o tamanho da escola”, explica.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.