Começou nesta sexta-feira (30) as inscrições para 3ª edição da Residência Técnica em Engenharia e Gestão Ambiental. Ao todo, são 100 vagas em 21 cidades do Paraná para profissionais recém-formados. As inscrições serão feitas exclusivamente pela internet, até o dia 12 de novembro no link: www.cps.uepg.br/externos.

O objetivo da residência técnica é qualificar novos profissionais, visando ao atendimento de demandas do setor público. A iniciativa contempla a realização de um curso de pós-graduação lato sensu (especialização) em Engenharia e Gestão Ambiental, ofertado na modalidade a distância pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), além de atividades presenciais em órgãos públicos.

Cada residente técnico receberá bolsa-auxílio mensal no valor de R$ 1.900,00 e auxílio transporte durante 24 meses. O programa é coordenado pela Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) e desenvolvido em parceria com as Universidades Estaduais do Paraná. Nessa edição, a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest) será parceira no desenvolvimento das atividades.

“De um lado, o Estado promove a inserção desses jovens no mercado de trabalho, possibilitando que os residentes conheçam as especificidades da gestão ambiental, e de outro, os residentes contribuem com conhecimentos técnicos adquiridos em seus cursos em diferentes órgãos do Estado”, disse o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, Aldo Bona.

Para o diretor-presidente do Instituto Água e Terra (IAT), Everton Souza, um dos benefícios dessa parceria é o conhecimento que será adquirido por esses profissionais.

“Depois que eles cumprirem o prazo de dois anos no órgão público, provavelmente irão produzir documentos técnicos que vão ser analisados pelo IAT. Esses documentos serão feitos por quem um dia já atuou dentro do órgão e tem conhecimento na análise de licenciamentos ambientais e outorgas de recursos hídricos, por exemplo”, destacou.

VAGAS – O novo edital prevê a contratação de 100 profissionais para as vagas de Engenheiro Ambiental ou Gestor Ambiental (15), Analista de Sistemas (2), Engenheiro Florestal (13), Engenheiro Agrônomo ou Engenheiro Agrícola (9), Engenheiro Químico ou Químico ou Engenheiro de Energia (9), Engenheiro Cartógrafo ou Engenheiro Agrimensor (5), Administração (2), Engenheiro Civil (16), Geógrafo (4), Médico Veterinário (4), Biólogo (8), Geólogo ou Engenheiro de Minas ou Engenheiro de Energia (9), Direito (4).

INSCRIÇÕES – As inscrições começam às 00h00 desta sexta-feira (30) e vão até às 23h59 do dia 12 de novembro. A taxa de inscrição é isenta para pessoas de baixa renda, cadastradas no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico) e para doadores de sangue. É preciso fazer a solicitação com comprovação das condições até às 23h59mim do dia 05 de novembro. As provas serão realizadas no dia 22 de novembro nas cidades de Cascavel, Curitiba, Londrina e Ponta Grossa.

EXPERIÊNCIA – O programa de residência funciona como uma oportunidade de trabalho aos recém-formados, mas também agrega ainda mais no conhecimento dos participantes. A bióloga Tauane Ingrid Menezes Ribeiros (27) mudou-se de Minas Gerais para o Paraná em 2018 para participar do primeiro programa de residência ofertado pelo Governo Estadual.

“No momento da formatura, ficamos perdidos, pensando qual será o próximo passo. Na residência técnica, vi uma oportunidade de ter na prática o que aprendi na teoria”, disse. Atualmente, ela atua com a fauna silvestre de vida livre (no resgate e acompanhamento dos animais) e com pagamentos por serviços ambientais.

“É uma oportunidade bem rica e eu percebi que agregou muito conhecimento na minha profissão”, afirmou. A bióloga já fez diversos cursos durante sua contribuição ao IAT. Nesta quinta-feira, ela e outros residentes participaram de um curso em parceria com a Secretaria Estadual da Saúde. O curso de capacitação orientou os profissionais sobre a maneira adequada de manipular as serpentes, além dos sintomas dos morcegos acometidos pela raiva.

A Secretaria Estadual de Desenvolvimento Sustentável e do Turismo abriga atualmente, pelo Programa, 213 residentes técnicos selecionados no ano passado na área de Gestão Ambiental e 23 residentes técnicos na área de Gestão Pública.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.