O casal que abandonou o bebê em uma caixa de papelão em Cidade Gaúcha foi encontrado em Umuarama. O mistério chegou ao fim na manhã de sexta-feira (20), quando a polícia civil chegou até os responsáveis.

A mulher foi ouvida, ela confessou o abandonou e disse que praticou o crime por não ter condições financeiras para criar a menina. O casal também tem outra criança.

A Polícia Civil chegou até o endereço da família através de informações repassadas por uma servidora municipal, agente comunitária de saúde. A mãe ainda relatou aos policiais que a menina tinha 7 dias de vida quando foi abandonada, na residência do casal os policiais encontraram a certidão de nascimento da criança.

O homem ainda deve ser ouvido.

RELEMBRE O CASO

O abandono aconteceu no dia 18 de agosto. Câmeras de segurança localizadas a rua Saldanha da Gama, na região central de Cidade Gaúcha, registraram o momento em que a bebê recém-nascida foi abandonado dentro de uma caixa de papelão.

Segundo o boletim de ocorrência, a Polícia Militar recebeu uma ligação de uma moradora da rua Saldanha da Gama, dizendo que o vizinho havia encontrado uma bebê dentro de uma caixa em frente a casa dele.

O homem relatou aos policiais que por volta das 17h30, ao sair de casa, viu a caixa próximo a uma árvore em frente a sua casa, mas não olhou o que tinha, achando que era lixo. Ao retornar, a caixa ainda estava no mesmo lugar. Após isso, por volta das 21h, quando estava indo dormir, ouviu o choro de uma criança e saiu para ver o que era. O bebê foi encontrado, enrolado em uma coberta que estava molhada. Ele ainda disse que a criança estava gelada com os pés roxos.

O conselho tutelar e a assistência social encaminharam a criança até o Hospital e Maternidade São Paulo, em Cianorte, onde passou por exames e atendimento médico. A menina foi amparada na Casa Lar em Cidade Gaúcha.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.