Em uma ação integrada entre forças policiais federais, civis e militares, foi apreendido um helicóptero em área rural do Município de Corumbataí do Sul, o qual estava carregado com aproximadamente 430 quilogramas de cocaína.

De acordo com a PR, há algum tempo foram recebidas informações anônimas de que naquela região estavam sendo abastecidos helicópteros os quais seriam utilizados para transporte de ilícitos. Na manhã da sexta feira (20/11), Policiais Civis abordaram um veículo em um pátio de hotel de Campo Mourão com um condutor e um carona, e com eles encontraram documentos referentes a helicóptero, 300 litros de combustível para aeronaves, além de aparato específico para o abastecimento.

A Polícia Civil de Campo Mourão informou o ocorrido a Polícia Federal de Maringá, que em conjunto com a PF de Guaíra e com apoio do GOA – Grupamento de Operações Aéreas da Polícia Civil e de um helicóptero da Casa Militar, sobrevoaram a região, vindo a encontrar o helicóptero com o mesmo prefixo registrado nos documentos encontrados com os abordados anteriormente, em uma área rural do Município de Corumbataí do Sul/PR.

Ao revistar a aeronave, foi localizado em seu interior grande carga de cocaína em forma de cloridrato, totalizando aproximadamente 430 quilogramas. As diligências continuaram visando a captura do piloto da Aeronave, inclusive com o uso do canil do Choque da Polícia Militar de Maringá/PR, sendo que, já ao fim da noite, os Policiais Militares lograram encontrar o Piloto da Aeronave, que aguardava resgate de comparsas no distrito de Bourbônia e com o mesmo foi encontrada a chave do helicóptero apreendido.

Os três foram presos em flagrante, e responderão pelos crimes de tráfico internacional de entorpecentes e também por organização criminosa.

Trata-se da maior apreensão de cocaína já realizada pela Delegacia de Polícia Federal em Maringá.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.