Na segunda-feira (23/11), a Câmara de Vereadores de São Miguel do Iguaçu acatou o pedido de renúncia de Claudio Dutra (DEM), prefeito da cidade.

Assume o cargo o vice-prefeito Albino Bissolotti (DEM), até o final do mandato, o qual termina em dezembro.

Claudio está preso preventivamente na Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu, desde setembro. Ele é investigado por suspeita de fraudes em licitações.

A defesa do ex-prefeito afirmou que o ex-prefeito decidiu renunciar porque “não fazia sentido a cidade ficar sem prefeito”. Os advogados aguardam o julgamento de um pedido de habeas corpus.

Investigações

Ele foi preso em 23 de setembro em uma operação do Ministério Público do Paraná e da Divisão de Combate à Corrupção que apura fraudes de mais de R$ 8,6 milhões em licitações no município.

Segundo as investigações, constatou-se sobrepreço na contratação de serviços de transporte escolar.

De acordo com a denúncia, foram identificadas irregularidades na cobrança de quilometragem não rodada, direcionamento do procedimento, utilização de ‘laranjas’ na constituição de empresas e pagamento de propinas para servidores públicos e políticos.

Conforme o G1PR, são investigadas irregularidades em 25 licitações, entre 2013 e 2020, que, segundo a polícia, causaram prejuízo de R$ 60 milhões aos cofres públicos do município.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.