A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu preventivamente nove pessoas suspeitas de envolvimento em fraude a licitação para aquisição de luminárias de LED na cidade de Foz do Iguaçu. As prisões foram realizadas na manhã desta quinta-feira (7), em Curitiba e Pontal do Paraná, no Litoral do Estado, e em Balneário Camboriú (SC). A ação contou com o apoio do Ministério Público do Paraná.

De acordo com o site do Tribunal de Contas do Estado do Paraná a empresa operada pelo grupo criminoso firmou, só no Paraná, 66 contratos com 27 municípios e 28 entidades, nos valores de mais de R$ 83 milhões.

Seis dos investigados foram presos em Curitiba. No Litoral, policiais civis que estão trabalhando no Verão Consciente deram apoio na prisão de um casal, que estava preparando-se para fugir. O nono indivíduo foi preso em Balneário Camboriú.

Além das prisões, a PCPR cumpriu quatro mandados de busca e apreensão em endereços relacionados aos suspeitos. Nos locais foram apreendidos notebooks e alguns documentos.

OUTRAS FASES – Esta é a quarta fase da operação “Luz Oculta”. A primeira foi realizada em maio de 2020, para apurar fraude de R$ 10 milhões em licitação da Prefeitura de Foz do Iguaçu, no Oeste do Estado. A segunda foi deflagrada no início do mês de outubro de 2020, quando a PCPR apreendeu algumas luminárias. Na terceira fase, que também foi realizada em outubro do ano passado, foram apreendidos documentos que auxiliaram na constatação de práticas criminosas.

Divulgação: PCPR

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.