O Paraná tem quase 120 mil pessoas com potencial de transmissão da Covid-19, com base nos dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), na terça-feira (12). Este é o maior número desde o início da pandemia.

Os primeiros casos confirmados no estado foram registrados em 12 de março de 2020. Ao todo, eram seis. Dez meses depois, o Paraná atingiu 480.128 diagnósticos da doença com mais de 8,8 mil mortes.

Apesar de um número alto de recuperados (352.162), o aumento de casos ativos no estado preocupa autoridades em relação ao futuro, já que cada contaminado – se não se isolar – pode transmitir a doença para outras pessoas.

“A transmissão é muito rápida, e a pandemia é demorada. O tratamento em uma UTI tem gerado em torno de 20 dias. As pessoas não entenderam a gravidade. Precisamos aumentar o nível de consciência social no nosso estado”, afirma Maria Goretti David Lopes, diretora de Atenção e Vigilância em Saúde da Sesa.

A diretora conta que, ao mesmo tempo em que algumas pessoas reclamam por estar tanto tempo sem ter a rotina normal por causa da pandemia, as mesmas deixam de cumprir regras básicas para proteção individual e coletiva e, dessa forma, a pandemia vai demorar ainda mais a passar.

“Estamos repetindo exaustivamente, que mesmo com a chegada da vacina, todas as medidas para evitar a transmissão do vírus devem ser mantidas. Uso de máscara é lei, não tem o que discutir, tem que usar. A gente vê pessoas com máscaras no pescoço, na cabeça, tapando só a boca, e está errado. Faz quase um ano que estamos explicando isso, infelizmente”, diz.

Maria Goretti ainda explica que os casos retroativos divulgados todos os dias nos boletins, referentes a diagnósticos de meses anteriores, não interferem no cálculo de casos ativos.

Isso porque esses números, apesar de aumentarem significativamente no total do estado, eles são colocados nas planilhas como casos recuperados ou que evoluíram a óbito.

“Os casos têm crescido muito no Paraná, em virtude das festas de fim de ano, aglomerações e viagens, porém é importante olhar sempre para os novos casos dos últimos dias, que são esses os ativos. Estamos fazendo uma limpeza no banco de dados e todos os municípios foram orientados a revisar os números para não deixar passar. Não podemos errar e nem esquecer nenhuma vítima”, comenta a diretora.

Análise de casos ativos por mês 

Os primeiros casos do novo coronavírus no Paraná foram confirmados no dia 12 de março do ano passado. Ao todo, eram seis – sendo 5 em Curitiba e 1 em Cianorte.

As duas primeiras mortes ocorreram em 27 de março, em Maringá.

Um mês depois, em 12 de abril, o estado tinha 708 casos ativos com 30 óbitos. Nestes dois boletins analisados, a Sesa ainda não divulgava o número de pessoas recuperadas.

Em 12 de maio, o Paraná teve queda nos números de casos ativos, isso porque começou a registrar os casos recuperados da doença. Em maio, eram 1.906 diagnósticos, destes 1.318 pessoas recuperadas e 113 pessoas que não resistiram à Covid. Portanto, 475 casos ativos no estado.

No dia 12 de junho, o estado contabilizava 8.705 casos confirmados, destes 5.367 eram ativos. Em 12 do mês seguinte, em julho, o número de diagnósticos subiu para 42.058 – sendo 27.656 casos com potencial de transmissão.

Em 12 de agosto, eram 36.145 casos ativos no Paraná. No mês seguinte, em setembro, o estado já tinha batido a marca de mais de 150 mil casos confirmados e, no dia 12, haviam 43.422 casos ativos.

No dia 12 de outubro, o Paraná registrava 191.942 diagnósticos do coronavírus, sendo 45.919 casos ativos. Nesse dia, o estado já somava mais de 4,7 mil mortos pela doença.

Em 12 de novembro, o estado ultrapassou os 225 mil casos confirmados. Nesse dia, o número de recuperados era de mais de 171 mil e o de óbitos era de 5.559. Portanto, 48.432 casos com potencial de transmissão no Paraná.

No último dia 12 de 2020, em dezembro, o estado contabilizava 324.449 diagnósticos da Covid-19. Mais de 6,7 mil pessoas mortas e 230.862 recuperados da doença. Esse foi o maior número de casos ativos do ano no Paraná: 86.886.

Na terça-feira, 12 de janeiro desde ano, mais de 480 paranaenses se contaminaram com o coronavírus, destas 8.811 morreram e 352.162 se recuperaram. O número de pessoas com potencial de transmissão do vírus chegou a 119.155.

Divulgação: G1 Paraná

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.