Depois da longa estiagem que marcou o ano passado, 2021 começou bem chuvoso – o que é muito bom para a natureza e a produção de alimentos, mas que geralmente causa estragos na infraestrutura urbana, sem falar no crescimento exacerbado do mato nos canteiros, praças e logradouros públicos. Desde o início do ano, equipes da Secretaria de Obras da Prefeitura e de empresas que prestam serviço ao município trabalham para recuperar estragos causados pelas chuvas em ruas e bairros da cidade.

“Diariamente temos recuperado bueiros, pequenos focos de erosão urbana, asfalto danificado e galerias rompidas. Como a cidade tem uma infraestrutura muito grande nessa área, e as equipes são reduzidas, o trabalho é constante”, informou o secretário municipal de Obras, Planejamento Urbano, Projetos Técnicos e Habitação, Isamu Oshima.

Graças à atenção constante com a drenagem pluvial, os estragos não são tão sérios. “Quando assumimos a Prefeitura a situação era caótica”, lembrou o prefeito Celso Pozzobom. “Realizamos grandes investimentos na construção de pontes, implantação de galerias pluviais e pavimentação, além de garantir a limpeza e manutenção de bueiros, tubulações, caixas de ligação e poços de visita com caminhão de jato d’água e sucção, por isso a situação hoje é bem mais confortável”, disse.

Nos últimos dias o dano mais sério foi o rompimento do aterro de uma das pontes de acesso ao Jardim São Cristóvão, nas imediações da estação de tratamento de esgotos da Sanepar. A travessia vem sendo feita em meia pista e o local está sinalizado, sem maiores riscos. A recuperação será realizada nos próximos dias.

No mesmo bairro, uma equipe da Secretaria de Obras recuperou uma erosão que se formou no final da Rua Santa Luzia, onde a enxurrada superou a capacidade de vazão da canaleta e avançou sobre um barranco. O solo já foi recuperado e nesta quarta-feira, 17, os servidores davam os últimos retoques. Muretas de concreto foram construídas sobre o meio-fio, elevando a altura para que nas próximas chuvas o escoamento da água seja direcionado.

Na Avenida Parigot de Souza, no antigo Poliesportivo, a Prefeitura também está recuperando uma fissura na tubulação – há cerca de 8 metros abaixo do nível do pavimento. Com a rachadura, a enxurrada tem ‘roubado’ terra nos dias de chuva forte, causando um pequeno afundamento no leito da pista. Os reparos já foram iniciados na tubulação e ao final a recuperação do calçamento e uma nova capa asfáltica devem resolver o problema.

Em vários pontos da cidade outra equipe realiza um tapa-buraco no asfalto, eliminando buracos que também foram abertos pelas chuvas. Além disso, o município continua investindo de forma constante na ampliação das redes de galerias, para melhorar a drenagem pluvial e evitar erosões e alagamentos. Duas frentes trabalham atualmente implantando tubulações nas avenidas Presidente Castelo Branco (centro) e Doutor Ângelo Moreira da Fonseca (próximo à Delegacia de Polícia).

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.