Na atual tragédia de saúde pública e de economia, que o Brasil e o mundo atravessam, existe, também, um nível de hipocrisia reinante. Hipocrisia cínica, sem nenhum pudor. Tal entendimento, parte dos fatos registrados em uma reunião realizada durante a noite da última segunda-feira (29/03), onde o presidente da Câmara Municipal de Umuarama, Fernando Galmassi (PSC) e vereador Sorrisal (PP) se juntaram a um grupo de empresários, que reivindicam a ampliação do horário de funcionamento de bares e lanchonetes. Houve aglomeração, pessoas sem máscaras, consumo de bebida alcoólica, e claro, muito desrespeito ao decreto estadual que, prorrogado até 15 de abril, proíbe enfaticamente o que foi observado no local.

A reunião aconteceu em uma conhecida choperia, situada na Avenida Maringá e, em descumprimento ao que vigora atualmente, terminou bem pra lá das 20h, horário no qual se inicia o toque de recolher determinado pelo Governo Estadual.

Cabe-se destacar por esse portal de notícias que, a todo cidadão é livre a manifestação de opinião, seja pelo motivo que for, e neste caso, louvável, já que esses comerciantes da cidade lutam pela sobrevivência do seu ‘ganha pão’.

No entanto, a situação nos atenta para, como já mencionado no início, a hipocrisia de autoridades políticas que deveriam ‘dar o exemplo’.

Na tribuna e redes sociais, os parlamentares apoiam a efetividade das medidas de enfrentamento a pandemia da Covid-19, mas, egoisticamente, fazem exatamente o contrário: se aglomeram e infringem o decreto estadual.

A pauta dos empresários é justa, nisto há o consenso. Mas e o desrespeito ao decreto?!
A reunião poderia ter acontecido normalmente, sem reflexos negativos, se os participantes tivessem se organizado para cumprir o que é preconizado pelas autoridades. Os vereadores, sabem muito bem disso e nada fizeram.

Entramos em contanto as assessorias de ambos parlamentares, que se limitaram a dizer o motivo do encontro, mas calados ficaram, quando perguntados sobre o desrespeito ao decreto.

Segue o baile!

Imagens do desrespeito circula nas redes socias, confira abaixo:

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.