Mais de 500 milhões de dados de usuários do Facebook foram divulgados em um fórum de hackers no último sábado (3).  As informações, jque são de 2019, possuem endereços de e-mail e telefones, e foram liberados gratuitamente.

Esses dados, inclusive, fazem parte um ciclo comum em sites como o Facebook. Geralmente, informações são obtidas pelas redes e, em seguida, comercializadas com preços que diminuem de acordo com o período em que foram obtidas.

Mesmo com o problema, o Facebook informou já ter resolvido a questão.

Como a informação fica desatualizada, ela perde o valor. No entanto, mesmo que o preço desses arquivos possa chegar a zero, os hackers optam por divulgá-las para garantir uma reputação no meio cibernético.

QUAIS DADOS FORAM LIBERADOS?

Ao todo, 530 milhões de registros de usuários do Facebook vieram a público. Até o momento, existe a confirmação de que as informações predominantes são os números de telefone, presentes em todos os arquivos.

2,5 milhões

Essa foi a quantidade total de registros que foram vazados com endereços de e-mail dos usuários da plataforma.

Além disso, cerca de oito milhões de registros foram obtidos de contas brasileiras. No entanto, mesmo com a preocupação válida, as informações vazadas não davam acesso a senhas dos usuários da rede social.

COMO OS DADOS FORAM REUNIDOS?

Segundo o próprio Facebook, os dados foram obtidos por meio de uma técnica chamada de “raspagem”. Com ela, muitas informações são baixadas em consultas de páginas separadas.

Técnica de “raspagem” foi utilizada pelos hackers
Foto: Shutterstock

Ainda de acordo com a informações, o alvo dos hackers foram os números de telefone. Para obtê-los, eles  utilizaram a função de “importador de contatos”, capaz de encontrar amigos por meio dos números em cada aparelho telefônico. Para coibir ações futuras, o Facebook informou ter feito manutenção recente na ferramenta.

Em um processo automático, o dado, que normalmente é oculto, desviou a finalidade do recuso do aplicativo. Sendo assim, ele foi a porta de entrada para que os hackers tivessem acesso a outros como nome e locais de origem dos usuários.

COMO DESCUBRO SE MEUS DADOS FORAM DIVULGADOS?

É possível ter essa informação por meio do site ‘Have I Been Pwned?’, disponível apenas em inglês, que é uma fonte confiável para buscar por meio do número de telefone.

Na busca, basta que o interessado digite o telefone com código do país, o DDD da localidade e o restante do número.

Por segurança, o portal não informa os dados vazados, diz apenas se ele foi liberado ou não. Caso deseje saber sobre nome completo ou endereço, será necessário buscar também esses dois dados de forma separada.

Fonte: Diário do Nordeste

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.