“Sim”. Respondeu o médico urologista Dr. Fernando Frederico, que participa da programação da “Campanha Abril Para a Saúde – Por uma vida mais saudável” realizada pela Associação Médica de Umuarama – AMU”. O especialista em doenças da próstata concedeu entrevista ao Programa do Tatu, da TV Caiuá – Rede TV Brasil Sul – que é parceiro da campanha.

O bate papo foi conduzido pelo apresentador Valetim Devaur Menossi, o Tatu e o médico respondeu perguntas enviadas pela comunidade de toda a região, através das redes sociais.

Muitos homens participaram mostrando preocupação com os efeitos de hábitos como o churrasco e a cerveja, consumidos por muitos cotidianamente. O Dr. Fernando enfatizou que, o grande vilão da combinação ‘churrasco e cerveja’ é o excesso de álcool, sal e de proteína.

“O churrasco é agradável e a tendência é as pessoas abusarem do consumo. Ao longo do tempo, o excesso de carnes vermelhas e gordurosas, de sal, bem como consumo frequente de bebidas alcoólicas favorece o aparecimento de cânceres, inclusive o câncer de próstata nos homens, bem como de doenças cardiovasculares e outras complicações”.

A boa notícia é que não precisa abrir mão do churrasco. Segundo o urologista, “o que é mais cancerígeno no churrasco é o excesso de fuligem de carvão que fica na carne. As pessoas também costumam abusar do sal e, com isso acabam consumindo mais bebidas alcoólicas. A dica é, não deixar a carne ficar muito passada, para evitar o excesso de fuligem e, se possível dar preferência a churrasqueiras a gás. Diminuir a quantidade de sal para temperar e, quando for ingerir tirar parte da gordura da carne, também deixa o churrasco mais saudável. Saladas e sucos naturais são ótimos acompanhamentos, pois ajudam na digestão da carne”.

A PRÓSTATA

A próstata é uma glândula exclusivamente masculina, localizada na parte baixa do abdômen, onde parte do sêmen é produzido. Ao longo da vida passa por um crescimento natural. Contudo, esse processo pode resultar em doenças de próstata e até em câncer em alguns homens.

De acordo com o Dr. Fernando, a incidência do câncer de próstata é mais comum a partir dos 40 anos. O fator hereditário associado aos hábitos de vida está presente na maioria dos casos dessa doença.

“Contudo, mesmo sem fatores genéticos, qualquer homem pode desenvolver câncer de próstata. Devido a alimentação e práticas nocivas à saúde, homens cada vez mais novos são diagnosticados com o câncer. Homens negros são mais propensos a desenvolver a doença”, esclarece.

Da mesma forma, não são todos os homens que têm casos de câncer de próstata na família, que irão desenvolver a doença. O ideal é começar a se cuidar mais cedo. “Se você tiver uma boa alimentação, praticar atividades físicas e fazer os exames preventivos para o diagnóstico precoce da doença, mesmo se houver o desenvolvimento do câncer, ele tratado, com excelentes taxas de cura e qualidade de vida”, aconselha o especialista.

A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que homens a partir dos 45 anos comecem a realizar exames de rotina afim de prevenir as chances do desenvolvimento do câncer de próstata.

SEXUALIDADE

Outra dúvida enviada pelos participantes que chamou a atenção é sobre o papel da próstata na sexualidade masculina. A glândula é responsável pela produção de parte do sêmen que, com o envelhecimento natural, uso de medicamentos, outras doenças associadas, pode diminuir ao longo do tempo.

“Com o envelhecimento a tendência é que o esperma fique mais ralo. É normal que os homens vinculem o esperma/ejaculação com o orgasmo. Contudo, a produção de sêmen diminui naturalmente ao longo da vida, o que não diminui o prazer durante a relação sexual. No entanto, se houver alterações na coloração, presença de sangue ou dor ao ejacular é sempre importante procurar um especialista para que seja feito um diagnóstico correto”.

Campanha Abril para a Saúde

Durante o mês de abril, toda semana o Tatu receberá um entrevistado diferente em seu programa. Especialistas de diversas áreas vão responder perguntas enviadas pelo público nas redes sociais parceiras da campanha e esclarecer dúvidas.

Confira a programação

21 de abril – 12h – Prevenção
Tema: O câncer e sua relação com hábitos de vida
Convidado: Dr. Rodrigo J. Barbosa, oncologista clínico (CRM 24.300)

28 de abril – 12h – Saúde do Coração
Tema: Hipertensão: o que fazer após o diagnóstico?
Convidado: Dr. Rodolfo de F. Carvalho, médico cardiologista (CRM 32.985)

30 de abril – Encerramento – Saúde do Trabalho
Tema: Doenças do sangue e o ambiente de trabalho
Convidada: Dra. Aruana Legnani Mohr, hematologia e hemoterapia (CRM 31.164)

Acompanhe pelas Redes Sociais Oficiais da Campanha: AMU, Movimento Saúde e TV Caiuá – Siga para receber as notificações.

_________
ASSESSORIA DE IMPRENSA
Associação Médica de Umuarama

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.