sábado, 18 setembro 2021
UMUARAMA/PR

EXCLUSIVO: Policiais rodoviários são presos em mega operação da Corregedoria da PMPR

EXCLUSIVO: Policiais rodoviários são presos em mega operação da Corregedoria da PMPR

Postos da Polícia Rodoviária localizados na da rodovia PR-323 foram alvos da operação.

Uma mega operação da Corregedoria da Polícia Militar do Paraná prendeu 14 policiais rodoviários e um empresário que atualmente é vereador em Campo Mourão, na manhã desta quarta-feira (14). Destes, 13 policiais tiveram suas funções públicas suspensas.

A Operação Força e Honra, foi deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), em conjunto com o Gepatria (Grupo Especializado na Proteção do Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa) núcleo de Umuarama, e o Gaeco núcleo de Cascavel. Os postos policiais da rodovia PR-323 (Maringá, Iporã, Cruzeiro do Oeste e Cianorte) foram alvos da operação.

Ao todo, foram cumpridos 56 mandados de busca e apreensão e 15 mandados de prisão preventiva e 27 medidas cautelares de suspensão do exercício da função.  Residências de 36 policiais, seis residências de empresários e oito empresas foram alvo de buscas.

Os mandados estão sendo cumpridos nos municípios de Umuarama, Maringá, Cruzeiro do Oeste, Iporã, Goioerê, Campo Mourão, Paranavaí, Maria Helena, Doutor Camargo, Mandaguari, Tamboara, Nova Esperança, Uniflor, Jussara, Mandaguaçu, Marialva, Guaíra e Cianorte.

As investigações, que começaram em agosto de 2020, apuram os crimes de concussão, corrupção passiva, peculato, prevaricação, falsidade ideológica, lavagem de ativos e possíveis receptações realizadas por organização criminosa. Foi encontrado incompatibilidade do patrimônio dos policiais, chegando a R$ 6 milhões somados aos seus rendimentos lícitos.

PROPINA PARA PASSAGEM

As equipes investigam o possível recebimento de propinas por parte dos policiais rodoviários estaduais para permitir a passagem de veículos transportando drogas e  produtos estrangeiros sem o pagamento de tributos, o que caracteriza descaminho.

Há também a suspeita de que os policiais liberariam infratores que não pagassem a propina depois de ficarem com parte das mercadorias. Essas mercadorias eram revendidas para o comércio de eletrônicos e outras.

O Umuarama News acompanhou com exclusividade a operação no Posto da Polícia Rodoviária de Cruzeiro do Oeste onde houve prisões.

 

Em breve a reportagem completa em vídeo.

Texto alterado às 10h40 para acréscimo de informações!

Comente

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.

Mais lidas

ALERTA

Paraná em alerta amarelo para tempestades; previsão é de muito vento, chuva e granizo

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta amarelo, ou seja perigo pontencial, para tempestades...
PEDOFILIA

Polícia Civil prende pedófilo por abusar sexualmente da filha, enteada e uma vizinha de 9 anos

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu preventivamente um homem, de 40 anos, por abusar...
Se deu mal

Adolescente que tentou roubar malote de dinheiro é preso pela PM em Umuarama

Um adolescente de 16 anos, envolvido em uma tentativa de roubo de um malote de...
CPI DA COVID-19

Município de Umuarama não doou terreno à Norospar

A Associação Beneficente Noroeste do Paraná – Norospar, emitiu “Nota de esclarecimento ao público”, na...

Notícias Relacionadas