quinta-feira, 9 dezembro 2021
UMUARAMA/PR

MPT e GMB realizam reunião virtual para divulgar o Programa Pelo Fim da Violência Contra a Mulher

MPT e GMB realizam reunião virtual para divulgar o Programa Pelo Fim da Violência Contra a Mulher

A ideia é criar uma rede de apoiadores composta por pessoas e instituições para desenvolver a conscientização e superação da violência de gênero e da violência doméstica por meio de ações direcionadas às mulheres e aos familiares que venham a ser atendidos pelo Programa.

A Coordenadoria Nacional de Promoção da Igualdade de Oportunidades e Eliminação da Discriminação no Trabalho (Coordigualdade) do Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Grupo Mulheres do Brasil (GMB) realizam, nesta terça-feira (23 de novembro), uma reunião técnica com o objetivo de divulgar o Programa Pelo Fim da Violência Contra a Mulher junto a empresas selecionadas e ao público em geral.
O Programa, fruto de uma cooperação técnica entre o MPT e (GMB), é uma iniciativa destinada a somar esforços para elevar a empregabilidade de mulheres em situação de vulnerabilidade, atendidas pelo sistema de garantia de direitos. A ideia é criar uma rede de apoiadores composta por pessoas e instituições para desenvolver a conscientização e superação da violência de gênero e da violência doméstica por meio de ações direcionadas às mulheres e aos familiares que venham a ser atendidos pelo Programa.
Além do MPT e do Grupo de Mulheres do Brasil, participarão da Audiência Pública representantes do Tribunal Regional do Trabalho no Paraná (TRT-PR), do Ministério Público do Estado do Paraná (MP-PR) e do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJ-PR).
O Programa – Dentre as ações propostas pelo Programa pelo Fim da Violência contra a Mulher está o engajamento das empresas para disponibilizar vagas de emprego mulheres em situação de violência de gênero atendidas pela rede de apoio. Além disso, as empresas apoiadoras irão adotar medidas para que as vítimas de violência de gênero possam enfrentar o período de transição para uma vida longe do abusador.
Em agosto deste ano, o Programa ganhou a adesão do Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP), no Paraná. Essa foi a primeira empresa a participar da iniciativa. Por meio da adesão, a TCP firmou o compromisso de ofertar cinco vagas de trabalho por ano a mulheres em situação de violência de gênero atendidas pelo Sistema de Justiça e Assistência Social. A empresa também facilitará a implementação de medidas que permitam o afastamento do local de trabalho e modificação da rotina diária de trabalhadoras vítimas de violência doméstica.
Serviço
Reunião Técnica sobre o Programa Pelo Fim da Violência contra a Mulher
Data: 23/11, das 14h às 16h
Programação
14h – Abertura: Margaret Matos, Procuradora-Chefe do MPT-PR
Ana Lucia Lourenço – Desembargadora do TJ-PR, Coordenadora do CEVID
Neide Alves dos Santos – Desembargadora do TRT-PR – Presidente da Comissão de Equidade de Gênero do TRT-PR
Ana Carolina Pinto Franceschi – Promotora de Justiça MP-PR – Coordenadora do NUPIGE-PR (Núcleo de Promoção de Igualdade de Gênero do MP-PR).
14h30 – Programa pelo fim da violência contra a mulher: Adriane Reis de Araujo, Coordenadora Nacional da Coordigualdade;
15h – O Grupo Mulheres do Brasil e o Programa pelo Fim da Violência contra a mulher: Margaret Groff, Líder do Grupo Mulheres do Brasil no Paraná;
15h30 – Aspectos práticos da adesão ao Programa Pelo Fim da Violência contra a Mulher: Cristiane Maria Sbalqueiro Lopes, Procuradora do Trabalho no MPT-PR;
15h45 – Dúvidas e Perguntas
16h – Encerramento.

Comente

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.

Mais lidas

POLÍCIA

Jovem morta em Santa Catarina foi obrigada a cavar a própria cova, diz polícia

A promotora de vendas Amanda Albach, 21, encontrada morta na sexta-feira (3) na praia de...
SAÚDE

Alemão mata toda família após fraudar certificado de vacina

Um professor alemão de 40 anos teria matado a esposa e seus três filhos de...
CONTRABANDO DE CIGARROS

PF desencadeia fase ostensiva da Operação Retorno e prende contrabandistas em Umuarama

A Polícia Federal não divulgou os nomes dos preso no âmbito da Operação Retorno.

Notícias Relacionadas