segunda-feira, 24 janeiro 2022
UMUARAMA/PR

Jovem morta em Santa Catarina foi obrigada a cavar a própria cova, diz polícia

Jovem morta em Santa Catarina foi obrigada a cavar a própria cova, diz polícia

A jovem foi assassinada com dois tiros por, supostamente, fotografar um homem armado, com histórico de tráfico de drogas

A promotora de vendas Amanda Albach, 21, encontrada morta na sexta-feira (3) na praia de Itapirubá, em Imbituba (SC), foi obrigada a cavar a própria cova, segundo a Polícia Civil.

A jovem foi assassinada com dois tiros por, supostamente, fotografar um homem armado, com histórico de tráfico de drogas, na mesma casa onde estava com amigos. Ela teria enviado as imagens a terceiros. O homem temeu ser denunciado e cometeu o crime, de acordo com a investigação.

Segundo a polícia, o criminoso afirmou que obrigou a vítima a caminhar com a pá e cavar a própria cova antes de efetuar os disparos.
A polícia prendeu três pessoas em Canoas (RS), uma delas amiga da promotora, suspeitas de envolvimento no crime.

Um dia antes de desaparecer, em 15 de novembro, Amanda foi vista no beach club P12, em Jurerê Internacional, região nobre de Florianópolis.
O corpo foi encontrado a 90 km da capital, descoberto pela polícia após a prisão dos suspeitos. Um deles indicou o local onde a jovem foi enterrada, segundo o delegado Bruno Fernandes, da Delegacia de Investigação Criminal.

Amanda Albach morava em Fazenda do Rio Grande, cidade próxima de Curitiba (PR), e foi passar o feriado de 15 de novembro com um casal de amigos em Imbituba.

Lá, um homem que também mora com o casal na cidade litorânea se juntou ao grupo. No domingo (14), todos foram a uma balada na capital, onde a jovem foi vista pela última vez.

De acordo com o advogado da família, Michael Rodrigues Pinheiro, o trio é natural de Canoas. No depoimento à polícia, os suspeitos apresentaram contradições.

A família contou que Amanda mandou uma mensagem de áudio pelo WhatsApp a uma sobrinha, na noite de 15 de novembro, dizendo que iria pegar um carro por aplicativo para retornar para a casa, no Paraná.
O delegado Bruno Fernandes contou, em coletiva de imprensa, que a jovem foi obrigada a gravar a mensagem para despistar os familiares.

Comente

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.

Mais lidas

"BARBADOS E PELADOS"

Rapaz se inspira em praia de nudismo e cria barbearia com funcionários e clientes nus

O cearense Rodney Araújo, 28 anos, foi inspirado pelo desejo de conhecer uma praia de...

Idosos são alvos de criminosos durante a madrugada em Umuarama

Cinco idosos, sendo dois senhores de 66 e 81 anos e três senhoras de 71,...

Menina de 2 anos morre afogada em piscina de plástico

Uma menina de dois anos morreu afogada em uma piscina de plástico nesta quarta-feira, em...
MARCO HISTÓRICO

Por unanimidade, vereadores cassam mandato de Celso Pozzobom

Relacionada: https://www.youtube.com/watch?v=NsidX_kEl9A&t=108s

Notícias Relacionadas