segunda-feira, 24 janeiro 2022
UMUARAMA/PR

Requião Filho volta a pedir apoio para projeto de Dados Abertos

Requião Filho volta a pedir apoio para projeto de Dados Abertos

PL 522/2020 de combate à corrupção encontra resistência na Assembleia Legislativa do Paraná.

Apresentado pelo Deputado Requião Filho em 2020, com apoio de outros oito parlamentares, o Projeto que pretende instituir a Lei de Dados Abertos no Estado tem encontrado dificuldades para entrar na pauta do legislativo estadual. A proposta está parada há um ano e meio aguardando votação e obriga o Governo a disponibilizar informações sobre os gastos públicos na internet, de maneira clara, mais estruturada e acessível, adequando o Estado do Paraná à Lei Nacional de Proteção de Dados.

Numa tentativa de acelerar a votação, Requião Filho chegou a protocolar um pedido de urgência no mês de novembro, que pede 18 assinaturas, mas somente 10, de um total de 54, assinaram o requerimento.

“Este projeto é uma arma contra a corrupção e exige do Estado a transparência total de como é gasto o dinheiro público. A medida tornaria mais ágil o acesso às informações, facilita a fiscalização e representaria um avanço, tornando o Paraná mais transparente, colaborativo e democrático”, justificou o deputado.

Comente

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.

Mais lidas

"BARBADOS E PELADOS"

Rapaz se inspira em praia de nudismo e cria barbearia com funcionários e clientes nus

O cearense Rodney Araújo, 28 anos, foi inspirado pelo desejo de conhecer uma praia de...

Idosos são alvos de criminosos durante a madrugada em Umuarama

Cinco idosos, sendo dois senhores de 66 e 81 anos e três senhoras de 71,...

Menina de 2 anos morre afogada em piscina de plástico

Uma menina de dois anos morreu afogada em uma piscina de plástico nesta quarta-feira, em...
MARCO HISTÓRICO

Por unanimidade, vereadores cassam mandato de Celso Pozzobom

Relacionada: https://www.youtube.com/watch?v=NsidX_kEl9A&t=108s

Notícias Relacionadas