quarta-feira, 6 julho 2022
UMUARAMA/PR

Umuarama tem roda de conversa aborda os perigos da depressão pós-parto e transtornos durante a gravidez

Umuarama tem roda de conversa aborda os perigos da depressão pós-parto e transtornos durante a gravidez

A psicóloga acrescenta que a maioria das depressões pós-parto acontece dos três a seis meses após o nascimento do bebê.

As gestantes podem ter uma série de aborrecimentos mentais, que influenciam e prejudicam a vida da mulher. Diante desta realidade, a Secretaria Municipal de Saúde de Umuarama possui a Divisão de Saúde Mental, que oferece amparo em todas fases da gestação. Nesta quarta-feira (22) as pacientes da Unidade Básica de Saúde (UBS) Parque Industrial participaram da roda de conversa ‘Saúde Mental Materna’, com as psicólogas Nathalia Ynae Marrique Giroldo e Ana Paula Alcântara.

Coordenadora da Divisão de Saúde Mental, Nathalia explica que puerpério é o período de cerca de 40 dias depois do parto, quando os órgãos genitais e o corpo da mulher retornam a seu estado normal, de antes da gestação. “A gestação, o parto e o puerpério são períodos da vida da mulher que precisam ser avaliados com especial atenção devido a alterações físicas, hormonais, psíquicas e até de inserção social, que podem refletir diretamente na saúde mental dessas pacientes”, detalha, acrescentando que outras UBS da cidade devem receber o evento.

Ela ressalta que cuidar da saúde mental de quem está gestando é também uma forma de cuidar do desenvolvimento integral do bebê. “Infelizmente temos acompanhado casos alarmantes de depressão pós-parto, depressão, ansiedade e até tentativas de suicídio relacionados à gravidez e ao puerpério”, informa.

A psicóloga pontua que a gestação é um período de transição que faz parte do desenvolvimento humano. “Há transformações no organismo da mulher e em seu bem-estar, alterando seu psiquismo e o seu papel sócio-familiar, podendo desta forma ser um período em que se observam aumentos de sintomas ou até mesmo o desenvolvimento de transtornos psiquiátricos”, explica.

Nathalia indica que os Transtornos Mentais Comuns (TMC) incluem sintomas depressivos não-psicóticos, ansiedades e queixas somáticas que afetam o desempenho das atividades diárias. “Entre os sintomas dessa categoria estão a dificuldade de concentração, esquecimento, insônia, fadiga, irritabilidade, sensação de inutilidade e queixas somáticas, entre outros”, especifica.

A psicóloga acrescenta que a maioria das depressões pós-parto acontece dos três a seis meses após o nascimento do bebê. “Os três primeiros meses após o parto é quando a mulher apresenta a maior taxa de risco em relação a qualquer outra etapa de sua vida, de vir a sofrer uma internação decorrente de um transtorno psiquiátrico. Sendo que, cerca de 70% das mulheres com tais distúrbios, não possuem história prévia de doença mental”, observa Nathalia, recomendando que as gestantes devem sempre buscar apoio em suas UBS.

Comente

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal, denuncie.

Mais lidas

Polícia Civil identifica dupla responsável por latrocínio tentado em Umuarama

A Polícia Civil, através dos Investigadores do GDE da 7ª SDP de Umuarama, conseguiu identificar...
Descaso em Alto Piquiri

População sofre com descaso em rodoviária e praça publica de Alto Piquiri

  Um dos cartões postais de Alto Piquiri vivi um momento critico, um total descaso por...

Trabalhadores na área de Saúde anunciam greve em Umuarama e região

Trabalhadores na área de saúde de Umuarama anunciaram uma paralisação a partir da próxima semana....
Prejuízo ao crime organizado

Contrabando na mira da Policia Federal

A Polícia Federal realiza neste momento terça-feira (05) uma operação contra grupo criminoso que atua...

Notícias Relacionadas